Sobre o Porto Mariel (Cuba). 

Jean-Paul Prates,

Comento a seguir a entrevista de Diretor da FIESP a Heródoto Barbeiro a respeito do Porto Mariel (Cuba). 
Antes de tomar posição com base apenas em argumentóides, assistam ao que diz o Diretor da FIESP, Tomas Zanotto, que explica ao excelente Heródoto Barbeiro (que tanta falta faz na CBN) coisas pouco divulgadas sobre o tal Porto Mariel, em Cuba. 
O Brasil, a meu ver, se prepara bem (não apenas desde hoje, pois o processo começou lá em FHC) para acompanhar paripassu a abertura da economia cubana. Apesar do nome tão exageradamemte romantizado por uns e execrado por outros, CUBA é um ponto geográfica e economicamente estratégico para o acesso ao conjunto de países que a cercam, além (para mim) da fantástica música da qual vcs sabem que sou praticante e dos charutos que costumo desfrutar. 
Em suma, trata-se de porto financiado contra garantias em moeda forte, e compromissos de compras integrais no Brasil - tanto do serviço quanto dos equipamentos e materiais (poderiam ter sido chineses, mas foi o Brasil quem se posicionou).
Mais importante que isso, notem o que o industrial explica no final sobre a reforma dos portos brasileiros, especialmente para quem indaga pq em Cuba e não Natal, por ex... 
Ele explica: "não falta dinheiro federal nem para os governos estaduais para reformar ou construir portos. Há um apagão de projetos além de restrições ambientais, disputas locais etc. Devolvem dinheiro pq não conseguem utilizar." 
Alguma semelhança com um estado cuja sigla começa com R e termina com N? 
Link: http://noticias.r7.com/jornal-da-record-news/video/convidado-avalia-importancia-do-porto-em-cuba-para-economia-brasileira-52e845cc0cf2d62c8c5a8dfa/

Tags: Porto
A+ A-