Gente que coopera

A hora é das cooperativas de crédito

Sicredi -,

As cooperativas de crédito existem no Brasil há mais de 100 anos, mas décadas de governos antidemocráticos durante o século vinte contribuíram para a criação de restrições legais ao desenvolvimento do setor em nosso país. Na contramão dessa história, é possível dizer de forma segura que os últimos 20 anos representam o melhor período para o cooperativismo em razão da tomada de consciência dos indivíduos para a perspectiva de organização coletiva e a promulgação de leis que aceleraram a expansão da economia cooperativa.

Um exemplo recente de inovação legislativa foi a promulgação da Lei Complementar Federal n. 161 de 04 de janeiro de 2018 que passou a permitir que os Municípios fizessem depósitos nas cooperativas de crédito. Em mais de 500 cidades brasileiras, as cooperativas são as únicas instituições financeiras disponíveis à população local e até então os recursos públicos eram geridos em bancos de municípios vizinhos, dificultando a inclusão financeira de milhares pessoas nestas cidades.

A mudança é extraordinária e o cooperativismo de crédito vem experimentando crescimento sustentável espetacular. A Sicredi, uma das principais cooperativas de crédito do Brasil, contando com mais de 3,7 milhões de associados e atuação em 21 estados, divulgou recentemente relatório financeiro consolidado de 2017 apontando os seguintes resultados:

- Patrimônio líquido de R$ 12,8 bilhões. Crescimento de 18,2%

- Ativos em R$ 77,3 bilhões. Crescimento de 17,3%

- Depósitos em poupança de R$ 9,6 bilhões. Crescimento de 39,4%.

- Crédito total R$ 43,9 bilhões. Crescimento de 21,1%

Esse cenário positivo explicita a capacidade do cooperativismo em administrar os recursos dos associados, consolidando instrumentos de governança cooperativa modernos, aperfeiçoando seus resultados, ganhando evidência e conquistando mais relevância para que o sistema político aprove leis que qualifiquem a segurança financeira e a liberdade de cooperação das pessoas e das empresas.

Para conquistar o mercado brasileiro e recuperar o tempo perdido, as cooperativas de crédito precisam conquistar a credibilidade da população ao informar as suas vantagens demonstrando que são instituições seguras e sustentáveis, capazes de contribuir com a melhoria da saúde financeira das sociedades jurídicas e o bem estar das famílias brasileiras. É por isso que estamos aqui, porque gente que coopera cresce!

Victor Carvalho, QBB Advocacia ([email protected])

Manoel Santa Rosa, Diretor Presidente Sicredi/Credsuper

Tags: sicredi
A+ A-