Sai nas próximas horas a decisão do TSE

Alexandre Cavalcanti,

Uma decisão monocrática pode definir a composição da bancada federal do Rio Grande do Norte na Câmara dos Deputados. O ministro Jorge Mussi, relator do recurso impetrado pelo candidato Kéricles Alves Ribeiro (PDT), o Kerinho, pode decidir sozinho a pendenga judicial.

A questão é simples. Kéricles apresentou as certidões necessárias em tempo hábil ou não? Em caso afirmativo, o votos recebidos pelo candidato do PDT terão que ser computados. Neste caso, o deputado eleito é Beto Rosado, do PP, e não Fernando Mineiro, do PT. Caso contrário, Mineiro confirma a cadeira deputado federal.

Informações preliminares indicam que o TRE, Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, abriu o processo e verificou que as certidões foram entregues dentro do prazo. Certidão positiva já teria sido encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

Caso o TSE reconheça como válidos os votos de Kéricles Alves, o deputado Beto Rosado terá sido reeleito. O senador José Agripino(DEM) que ficou na segunda suplência passará a ser o primeiro suplente de deputado federal.

Tags: Beto Rosado Mineiro TRE
A+ A-