O Senado já não é o mesmo, mas continua o Céu

Alexandre Cavalcanti,

-Nada do que foi será. Mudou tudo. Os gabinetes dos três senadores eleitos pelo Rio Grande do Norte já não os mesmos. Agora, diferentemente do passado, quem chegar tem que preencher uma ficha e responder várias perguntas, - quem é, de onde veio, para onde vai e o que pretende, para poder ter acesso.

Para ser atendido por um dos três, - Zenaide Maia Calado, Jean Paul Prates e Styvenson Valentim -, o sujeito responde a outra tonelada de perguntas. E se passar pelo rígido controle, aí sim, é marcado data e horário da audiência.

Há bem pouco tempo, as coisas eram diferentes. Os gabinetes de Garibaldi Alves Filho e José Agripino Maia eram a extensão do Rio Grande do Norte em Brasília. Qualquer pessoa tinha acesso. Encontrei muito Guigui, lá do município de Lagoa Nova, falando com a família, pelo telefone, no gabinete de Agripino.

E agora, os prefeitos do Rio Grande de do Norte que chegarem a Brasília? Vão fazer ponto aonde? No gabinete de Zenaide? De Jean Paul? Ou no de Styvenson? Quem conhece quem? 


Tags: Céu Prefeitos Senado
A+ A-