Irregularidades nas contas não sugerem cassação de mandato

Alexandre Cavalcanti,

O TRE vai liberar todo mundo. Todos os candidatos que apresentaram problemas em suas prestações de contas podem dormir tranquilos. O Tribunal Regional Eleitoral não pretende cassar o mandato de nenhum deles. Os casos mais conhecidos são o da senadora eleita Zenaide Maia Calado (PHS) e o da deputada federal eleita Natália Bonavides (PT).

Em recentes declarações públicas, representantes da Justiça Eleitoral garantiram que irregularidades na prestação de contas não acarretam perda de mandato. Pra que danado servem, então, essas prestações de contas? 

Pelo visto, vai restar apenas uma disputa nos tribunais: Fernando Mineiro (PT) versus Beto Rosado(PP). O TSE - e não mais o TRE - deve decidir até o dia 19, data da diplomação dos eleitos, quem assume a cadeira deputado federal.

A justiça eleitoral do Estado indeferiu o registro da candidatura de Kéricles Alves Ribeiro (PDT), sob o argumento de que faltaram documentos. O TSE encontrou os tais documentos no disquete apresentado por Kéricles, na data correta.  Agora é aguardar o desfecho.

Tags: Cassação Contas TRE
A+ A-