Fátima recebe sugestões para economizar em cima dos comissionados

Alexandre Cavalcanti,

A governadora eleita Fátima Bezerra(PT) tem recebido muitas sugestões com vistas ao equilíbrio das contas públicas. Entre as sugestões, está o não pagamento de pelo menos 1 mês por ano dos cargos comissionados, como acontece em São Gonçalo do Amarante, nas administrações do Partido da República (PR).

Normalmente, em dezembro, o chefe do executivo pública um decreto demitindo todos os comissionados. O retorno desse contingente só acontece nos três primeiros meses do ano seguinte, segundo um prévio entendimento político. Só aí, o tesouro municipal economiza dois meses na folha de comissionados.

A idéia pegou mesmo no município. O exemplo do Poder Executivo foi seguido integralmente pelo Poder Legislativo. A Câmara, entretanto, diante da pressão dos vereadores, devolve os cargos demitidos em dezembro, já no primeiro mês do ano seguinte.

Há quem afirme que em alguns anos da administração Jaime Calado(PMB), marido da senadora eleita Zenaide Maia Calado (PHS), os comissionados tiveram que aceitar - oficialmente - o não pagamento do decimo-terceiro, sob pena de perder o emprego.

Tags: Comissionados Demissões Economia
A+ A-