As trapalhadas dos nossos senadores

Alexandre Cavalcanti,

As trapalhadas dos nossos senadores ganham espaço na grande mídia. O jornal "O Estado de São Paulo" classificou como traidores os senadores, eleitos pelo Rio Grande do Norte, Zenaide Maia Calado, que trocou o PHS pelo PRÓS, e Styvenson Valentim, que pulou da REDE para o PODEMOS. 

Embora representantes do Rio Grande do Norte, Zenaide e Styvenson são de estados diferentes: Zenaide é paraibana, conterrânea da governadora Fátima Bezerra (PT), e Styvenson é natural do Acre. O nosso terceiro senador é o carioca Jean Paul Prates.

Prates, também, protagonizou algo não aconselhável a um senador da República. Na eleição do presidente do Senado, foram encontrados 82 votos em vez de 81. Um vídeo mostrou o senador Jean Paul Prates aconselhando o colega José Maranhão, que presidia o pleito, a rasgar o envelope: " rasga, rasga pra ninguém saber de quem é o voto".

O senador Styvenson foi o único que se manifestou até agora sobre a matéria do Estadão. Disse ter ficado magoado e que não se utilizou do fundo partidário da Rede. Esqueceu de dizer que sem a Rede, não poderia ser candidato

Tags: Estadão Senadores Trapalhadas
A+ A-