Vereador denuncia empréstimo em dólar em fim de mandato

Alexandre Cavalcanti,

O município de São Gonçalo do Amarante, região Metropolitana de Natal, pode amanhecer a terça-feira com uma dívida de quase cinquenta milhões de dólares. A Câmara Municipal vota hoje, segunda-feira, em regime de urgência urgentíssima, a autorização para a Prefeitura contratar o empréstimo junto a organismos internacionais.

O vereador Thiago Soares, do PTC, diz que o prefeito Paulo Emídio (PR), o Paulinho da Habitação, vai inviabilizar as futuras administrações pelos próximos 20 anos. O empréstimo, segundo o vereador, tem como garantia o FPM - Fundo de Participação Municipal - creditado na conta da prefeitura nos dias 10, 20 e 30 de cada mês.

O vereador que vem se notabilizado por posições firmes e coerentes, diz que São Gonçalo, o quarto município mais rico do Estado, com um orçamento beirando os 600 milhões de reais, não precisa desse empréstimo e, principalmente, no último ano de mandato do atual prefeito.

Thiago Soares defende que nenhuma transação financeira pode ser feita no apagar das luzes do mandato de nenhum prefeito. Thiago chama a atenção para o fato das proximidades das eleições. "Nós, vereadores, temos a responsabilidade de não aprovar essa autorização.

Para o vereador Thiago Soares, caso os vereadores da base governista autorizem a contratação do empréstimo estarão inviabilizando "o nosso município pelos próximos 20 anos. Os próximos quatro prefeitos serão meros administradores de uma massa falida".

A mensagem do executivo diz que o empréstimo servirá para pavimentação de ruas e saneamento básico. 


PSL pode ter candidato a prefeito de Natal

Alexandre Cavalcanti,

O advogado Ruben Antônio Mariz, neto do senador Dinarte Mariz e filho do ex-deputado Wanderley Mariz, é o nome do PSL para disputar a prefeitura de Natal, nas eleições do próximo ano. O partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, aposta na juventude e na capacidade de Rubinho, um jovem advogado sem militância política, mas que trás na bagagem a vontade de servir e o  sobrenome que marcou época noa cenários da política estadual e nacional.

As conversas políticas para viabilizar o projeto do PSL estão bastante alcançadas. O Partido precisa crescer no Estado e no Brasil. Daí, o interesse em disputar eleições em boa parte dos 5.500 municípios brasileiros, priorizando os principais colégios eleitorais em cada Estado.



É preciso seguir o dinheiro

Alexandre Cavalcanti,

A Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante parece desconhecer o seu papel constitucional: fiscalizar os atos do Poder Executivo, independente de quem seja o inquilino do momento. Ao contrário do que a população espera, o Poder Legislativo Municipal assiste o crescimento da onda de terror. 

Enquanto aprovam requerimentos para troca de lâmpadas, sorridentes, os vereadores esquecem de seguir o dinheiro: o orçamento geral do município beira os 600 milhões de reais. Se observarmos, o excesso de arrecadação, essa conta ultrapassa os 700 milhões de reais.

Agora mesmo a Câmara vai analisar uma solicitação de autorização para a prefeitura contratar mais um empréstimo bancário. Ninguém, - são raríssimas as exceções -, percebe que o município está a cada dia mais próximo do fundo do poço.

O resto é:  "xote, maracatu e baião, tudo isso eu truce no meu matulão",  como diria o saudoso mestre Luis Gonzaga.


Bandidos invadem hospital em São Gonçalo

Alexandre Cavalcanti,

Não é à toa que o município de São Gonçalo do Amarante, região Metropolitana de Natal, é o terceiro mais violento do País. Na madrugada de hoje, quatro homens fortemente armados entraram no hospital maternidade Belarmina Monte, no centro, e levaram a ambulância, o motorista e até o paciente. 

Apesar dos registros policiais e da constatação da publicação Atlas da Violência, o prefeito Paulo Emídio(PR), o Paulinho da Habitação, diz que São Gonçalo é um município tranquilo, sem histórico de violência.

A violência cresce, muitas famílias são destruídas, mas a prefeitura não faz qualquer investimento na área - segue rigorosamente a Constituição: Segurança é responsabilidade do Estado.

Recentemente, entretanto, mostrando que dinheiro não é problema para a Prefeitura de São Gonçalo, o prefeito autorizou a compra de quase 1 milhão e 200 mil reais em mudas de plantas.


Álvaro Dias decide agir também na Segurança

Alexandre Cavalcanti,

O prefeito Álvaro Dias (MDB), de Natal, sai na frente de seus colegas da região Metropolitana e decide agir na questão da segurança pública. Agora, a Guarda Municipal, armada, oferece segurança no Bosque dos Namorados e, também, na Praça Gentil Ferreira, no Alecrim, protegendo médios e pequenos comerciantes.

-É apenas o primeiro passo", disse o prefeito em seu programa matinal no Rádio. Álvaro têm um entendimento diferente dos seus colegas da região do grande Natal. Em São Gonçalo, por exemplo, o prefeito Paulo Emídio (PR), não deu uma só declaração sobre o fato do seu município aparecer em terceiro lugar entre os mais violentos do Brasil.

Constitucionalmente, a segurança é uma responsabilidade do Estado, mas os chefes dos executivos municipais não podem se eximir da responsabilidade de proteger os seus munícipes. Todos os níveis de governo são responsáveis pela segurança do cidadão. Era só o que faltava.


Na Câmara, Benes pede celeridade contra o crime

Alexandre Cavalcanti,

Preocupado com a crescente onde de violência, no Rio Grande do Norte, no Nordeste e em todo território nacional, o deputado Benes Leocádio (PRB) usou a Tribuna da Câmara e defendeu o endurecimento da legislação contra o crime. Benes citou o Atlas da Violência que colocou São Gonçalo do Amarante(rn)como o terceiro município mais violento do Brasil.

Benes sugeriu ao presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia(DEM), uma reunião do colégio de líderes para uma triagem de todos os projetos que tratam do assunto. Para Benes, "é necessário celeridade na aprovação de propostas que possam conter essa onda criminalidade".


Veja o vídeo:



Autoridades calam diante da violência

Alexandre Cavalcanti,

O silêncio como resposta. Autoridades do Estado e do Município não fizeram qualquer comentário sobre os índices de violência no Rio Grande do Norte, especialmente, em São Gonçalo do Amarante, terceiro município mais violento do Brasil. A constatação é do Atlas da Violência, divulgado, em rede nacional, em todas as redes de televisão e nos principais jornais do País.

Teoricamente, São Gonçalo do Amarante, região Metropolitana de Natal, Rio Grande do Norte, era para ser o município mais protegido do Estado. Tem uma senadora: Zenaide Maia Calado Pereira dos Santos; um deputado federal: João Maia, irmão da senadora Zenaide; um secretário de Estado: Jaime Calado Pereira dos Santos, marido da senadora; e um prefeito: Paulo Emídio Medeiros, integrante desse grupo político. O vice-prefeito, Eraldo Paiva, é do mesmo partido da governadora Fátima (PT).

A governadora Fátima Bezerra (PT) foi durante toda sua vida pública, - deputada estadual, deputada federal e senadora da República -, a principal voz a criticar os governos pela falta de segurança no Estado. Até agora não deu uma palavra.

O município de São Gonçalo do Amarante é a cidade mais violenta do Estado e a terceira em todo o território nacional. Perde apenas para Maracanaú, no Ceará, e Altamira, no Estado do Pará, palco de uma chacina no presídio, onde morreram, de uma só vez, mais 60 detentos.



Paulo D'AUREL lança seu novo livro

Alexandre Cavalcanti,

alexandre-1Escritores, desembargadores, juízes, advogados, políticos e jornalistas estiveram reunidos, ontem, no início da noite, no Eugênio Café, Shopping Cidade Jardim, para o lançamento do livro "Ensaios Sobre a Lei da Vida - os dez mandamentos à luz da Kriya Yoga", de Paulo D'Aurel, pseudônimo do juiz Paulo Sérgio Lima.

O livro já está em seu segundo volume. Paulo D'AUREL é Kriyavan - praticante de Kriya Yoga - e autor dos livros de poesia e fotografia "O Ser e a Existência" e "O mensageiro do Amor", ambos publicados na Amazon.


Paulinho define candidatura em setembro

Alexandre Cavalcanti,

O prefeito Paulo Emídio (PR), de São Gonçalo do Amarante, anuncia, em setembro, sua candidatura a reeleição no pleito do próximo ano. O ex-prefeito Jaime Calado, a criatura, atual secretário Estadual de Desenvolvimento, marcou, para a primeira quinzena de setembro, uma conversa política com Paulinho da Habitação, a criatura, para definir quem será o candidato.

Lideranças políticas, ligadas ao prefeito Paulo Emídio, garantem que  ele não abre pra ninguém. "Quer ver briga grande, Jaime Calado invente de vetar uma possível reeleição de Paulinho", disse um de seus aliados, linha de frente da campanha de reeleição.

Segundo essas mesmas fontes, o prefeito Paulo Emídio tem dois projetos políticos: primeiro, se reeleger prefeito de São Gonçalo; depois, eleger a primeira dama, Terezinha Maia(PR), deputada estadual. "Paulinho tem essa dívida com a patroa. Ele assume a responsabilidade pela derrota da mulher".

Da boca pra fora: Paulo Emídio debita na conta conjunta de Jaime e Zenaide o insucesso eleitoral de sua mulher, nas eleições de 2018. O casal, não impediu a candidatura inviável da filha, Mada Calado, que serviu apenas para derrotar Terezinha.

Já aliados de Paulinho, - não tão aliados assim -,  ligados a Jaime Calado, dizem abertamente que o prefeito não tem coragem de enfrentar Jaime, olho no olho, numa conversa politica. "Nós conhecemos Paulinho e sabemos que ele é tipo pombo: quando está por baixo, come na palma da nossa mão, mas quando está por cima, caga na cabeça da gente".

Mas, apesar da disputa entre criador e criatura, Paulinho é mesmo candidato à reeleição, segundo a imprensa local. O site "São Gonçalo Verdade", do blogueiro Leidismar Gurgel, tem acompanhado a movimentação política do atual prefeito e registrou o verdadeiro arrastão na oposição: vereadores Jailson Tavares, Edmilson Gomes, Nino e Eudócio Motta. Suplentes: Régia, Ivanildo Fernandes e Nonato Queiroz.




Andréa Ramalho não é inelegível em Parnamirim

Alexandre Cavalcanti,

A ex-primeira dama de Natal, Andréa Ramalho (PDT), não é inelegível em Parnamirim, na região Metropolitana da Capital, e pode ser candidata a qualquer posto eletivo, no pleito de 2020, inclusive, prefeita. Andréa é inelegível em Natal, onde seu marido, Carlos Eduardo Alves, foi prefeito até a desincompatibilização para ser candidato a governador, em 2018.

Adversários políticos do prefeito Agnelo Alves(já falecido), herdados por Carlos Eduardo, espalham o boato da inelegibilidade de Andréa. A ex-primeira dama, no entanto, já começa, agora em agosto, uma agenda repleta de compromissos políticos, em Parnamirim.

Carlos Eduardo é um forte eleitor em Parnamirim. Nas eleições estaduais do ano passado, venceu a governadora Fátima Bezerra (PT) por uma diferença de 20 mil votos.




São Gonçalo(RN) está entre os municípios mais violentos do Brasil

Alexandre Cavalcanti,

São Gonçalo do Amarante, região Metropolitana de Natal, Rio Grande do Norte, está entre os municípios mais violentos do pais, com 131,2 assassinatos por 100 mil habitantes, segundo reportagem do Fantástico, da Rede Globo de Televisão, citando o Atlas da Violência no Brasil.

Os números crescem, muita gente inocente morre, mas até agora ninguém ouviu qualquer pronunciamento da governadora Fátima Bezerra(PT), do prefeito Paulo Emídio (PR), ou da senadora Zenaide Maia Calado Pereira dos Santos (Prós) ou, ainda, do seu irmão, deputado João Maia(PR), ambos com expressivas votações em São Gonçalo.

O discurso das autoridades municipais é simples e antigo: a responsabilidade pela Segurança Publica é do governador do Estado, no caso a governadora Fátima. Nenhuma das autoridades citadas dá muita bola para o que acontece em São Gonçalo. Afinal, todas elas moram em Natal, capital do Estado.

Esta semana o Brasil ficou horrorizado com o massacre de 62 presos no Pará. O episódio foi na cidade de Altamira, segunda cidade mais violenta do país, de acordo com estudo a que o Fantástico teve acesso exclusivo. A pesquisa também mostra que os índices de violência no Brasil estão crescendo, especialmente em cidades médias e pequenas.

Altamira só está atrás de Maracanaú, no Ceará, município mais violento do país. Essa informação está no "Atlas da Violência 2019", que será lançado esta semana e analisa dados de 2015 a 2017. A pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea, e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública segue o padrão internacional.




Sandro Pimentel continua deputado

Alexandre Cavalcanti,

A cassação do mandato do deputado estadual Sandro Pimentel, do PSOL, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), não terá efeito imediato. Ele continuará no mandato até que a decisão seja julgada pelo Tribunal Superior Eleitoral(TSE). O Ministério Público acusa o deputado de captação irregular de recursos para sua campanha, em 2018.

E quem assumiria o mandato de Sandro? No caso da Justiça Eleitoral preservar os votos do deputado cassado, assume em sua vaga o primeiro suplente Robério Paulino, também, do PSOL. Caso contrário, ou seja, se os votos forem considerados nulos, a vaga seria do ex-deputado Jacó Jácome, do PSD.


PSDB que ser o fiel da balança em Natal

Alexandre Cavalcanti,

O PSDB, do deputado Ezequiel Ferreira de Souza e do vereador Paulinho Freire, presidentes da Assembléia Legislativa e da Câmara Municipal de Natal, respectivamente, está disposto a participar ativamente das conversações para formatação da chapa que irá disputar a sucessão municipal na Capital.

O partido entra como franco atirador e pode compor uma chapa com o prefeito Álvaro Dias (MDB), candidato à reeleição. Não está descartada a hipótese de uma aliança mais a esquerda com o o candidato da governadora Fátima Bezerra, do Partido dos Trabalhadores. PSDB e PT, contrariando todos os princípios políticos, já estiveram unidos no segundo turno da eleição estadual de 2018.

O PSDB aposta na capacidade de articulação do vereador Paulinho Freire, que, na condição de presidente da Câmara, exerce forte liderança sobre os vereadores, independente de partidos e posições ideológicas.



João e Zenaide são campeões de gastos na Câmara e Senado

Alexandre Cavalcanti,

A bancada federal do Rio Grande do Norte é a mais cara do País, segundo o site Ranking dos Políticos. Somente os irmãos, Zenaide Maia Calado (senadora do Prós) e João Maia(deputado do PR), gastaram juntos, nos primeiros seis meses de 2019, R$ 357.529,78(Trezentos e cinquenta e sete mil, quinhentos e vinte e nove reais e setenta e oito centavos).

O capitão Styvenson Valentim, senador do Podemos, foi o que menos gastou: R$ 34.687,55(Trinta e quatro mil, seiscentos e oitenta e sete reais e cinquenta e cinco centavos). Gastou menos de 10% do que gastaram João e Zenaide.

Embora tenha gastado menos do que os demais parlamentares do Rio Grande do Norte, Styvenson perdeu feio para o deputado Tiago Lima Mitraud de Castro Leite, do Novo de Minas Gerais, que só gastou R$ 14.343,05( quatorze mil, trezentos e quarenta e três reais e cinco centavos), neste primeiro semestre.

As despesas do mandato do deputado mineiro mostraram claramente que é possível fazer diferente e economizar o dinheiro público. A falta de zelo com o dinheiro público está marcando a bancada do Rio Grande do Norte em Brasília.


Álvaro e Carlos Eduardo começam a superar dificuldades

Alexandre Cavalcanti,

O possível entendimento entre o atual prefeito de Natal, Álvaro Dias(MDB), e o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves(PDT), com vistas ao pleito do próximo ano, tem impedido uma conversa objetiva entre Carlos e o deputado Hermano Morais, ex-MDB, e, também, possível candidato a prefeito da capital.

O deputado Hermano já deixou o MDB para viabilizar sua candidatura a prefeito, uma vez que o atual, Álvaro Dias, é candidato reeleição. Ao deixar o partido de Garibaldi e Waltinho, Hermano mirou no PDT de Carlos Eduardo. Uma reaproximação de Álvaro e Carlos, entretanto, inviabiliza o seu projeto.

Álvaro e Carlos buscam um entendimento. Os dois guardam ressentimentos. O atual prefeito responsabiliza a ex-primeira dama, Andréa Ramalho, pela derrota de seu filho, Adjuto Dias, para deputado estadual. Já, Carlos Eduardo reclama da falta de espaço na administração de Álvaro Dias.

Semana passada, os dois sentaram e conversaram bastante sobre o quadro político municipal e, segundo fontes bem situadas, também, iniciaram uma conversa sobre alguns pontos que atrapalharam o relacionamento entre ambos.


Carlos reclama de Álvaro Dias e conversa com Hermano

Alexandre Cavalcanti,

O ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT) já começa a se movimentar com vistas ao pleito municipal de Natal no próximo ano. Nas conversas políticas, faz muitas reclamações do prefeito Álvaro Dias (MDB), que teria de maneira proposital se afastado de sua liderança. Em contrapartida, Carlos Eduardo já abriu diálogo com o deputado Hermano Morais, ex-MDB.

Observadores políticos, entretanto, acreditam que Álvaro e Carlos Eduardo ainda podem se acertar. Basta, segundo esses analistas, que os reduzam o tamanho da pode. Carlos Eduardo tem que entender que é muito mais fácil ganhar com Álvaro Dias do que com qualquer outro candidato. 

O prefeito Álvaro Dias tem, também, que reconhecer o forte poderio eleitoral de Carlos Eduardo Alves em Natal. Não há ninguém mais forte do que Carlos na Capital. O resultado do pleito estadual é a prova fundamental: Carlos Eduardo perdeu pra Fátima Bezerra no Estado todo, mas ganhou em Natal por uma diferença de 90 mil votos. Em Parnamirim, ganhou, também, por 20 mil de maioria.


Ensaios da lei da Vida ganham 2° volume

Alexandre Cavalcanti,

O lançamento do segundo livro da Série “Ensaios sobre a lei da vida”, de autoria do escritor Paulo D´Aurel pseudônimo do Dr. Paulo Sérgio Lima, será no próximo dia 8, no Eugênio Café, no Shopping Cidade Jardim, começando às 18 horas.
Todos estão convidados.
O tema do livro é “Os 10 mandamentos à luz da Kriya Yoga”.
Como se vê o convite que ilustra esta nota, o autor faz a seguinte definição da Kryia Yoga:
– Kryia Yoga é o cerne de todas as religiões. Imune a qualquer tipo de sectarismo religioso.É a essência da religião. E, a um só tempo, a teoria e a prática da religião, É o pragmatismo do Dharma ou da Lei”.

VIDA MAIS DIVINA
O escritor Paulo D´Aurel afirmou que a prática da “Kryia Yoga” torna a vida de quem a pratica “mais divina, compreensiva, calma e contente” em uma das respostas às quatro perguntas que lhe foram formuladas pela redação.
Confira a íntegra das perguntas e suas respostas:

1 – Onde o senhor conheceu a Krryya Yoga?
PAULO – Conheci a Kriya Yoga através dos livros do Guru indiano chamado Yogananda, principalmente por meio de sua famosa obra “Autobiografia de um Iogue”.

2 – O que mudou na sua vida depois desse conhecimento?
PAULO -A Kriya Yoga tem como proposta uma evolução integral na vida da pessoa, isto é, alma, mente e corpo; e foi essa mudança evolutiva que experimentei e venho experimentando.

3 – O que pretende publicando essa coleção “Ensaios sobre a lei da vida”? –
PAULO – Os “Ensaios Sobre a Lei da Vida” trata de uma abordagem da Bíblia, especialmente dos 10 Mandamentos, à luz da Kriya Yoga, buscando demonstrar que a essência da religião é universal, eterna e imutável.

4 – O que caracteriza uma vida de seguidor da sua teoria?
PAULO – O praticante da Kriya Yoga passa a ter uma nova perspectiva de vida através da elevação de sua consciência. Sua vida se torna mais divina, compreensiva, calma, pacífica e contente, apesar dos deveres e agitações do dia-a-dia.



O Brasil está pronto para crescer

Alexandre Cavalcanti,

O Brasil é um carro de fórmula I pronto pra largar, segundo analista chefe da XP, uma das mais importantes corretora de valores do mercado brasileiro. Na opinião do economista, a economia vai disparar, os preços vão cair e, em pouco tempo, o Brasil será um outro país.

Ainda, segundo o analista chefe da XP, a Petrobrás está sendo preparada para ser privatizada. E adianta: é inadmissível o gás natural custar 7 dólares e meio na Europa, - que importa tudo que consome -, e no Brasil 12 dólares. Nos Estados Unidos, custa 2 dólares e alguma coisa.

O economista faz severas críticas a política econômica brasileira. O Brasil, por exemplo, é a maior imobiliária do mundo. São milhares de prédios, salas e apartamentos. Tudo isso vai ser colocado à venda.

A capacidade de crescimento do Brasil é espetacular. O Brasil precisa de tudo, rodovias, ferrovias, portos, aeroportos, telefonia, tudo. O Brasil tem 11 mil torres de telefonia, a China tem 1 milhão. Ninguém segura esse país.


Governadora paraibana não gostou de ser chamada de Paraíba

Alexandre Cavalcanti,

Essa é pra rir e muito. A governadora Fátima Bezerra (PT), paraibana de nascimento, não gostou de ser chamada de Paraíba pelo presidente Jair Bolsonaro. Eu, potiguar da gema, nos idos de 1963, quando cheguei a Brasília, com 12/13 anos, também, era chamado de Paraíba, pelos meus colegas - cariocas, paulistas, gaúchos -, do Colégio Marista e depois no colégio La Sale. E nem por isso perdia a esportiva.

Assuntos de muito maior importância e relevância estão aí para serem discutidos. A partir da reforma da previdência do Estado. A governadora parece, ainda, esperar que o Senado, representante maior dos Estados brasileiros, possa emendar a proposta aprovada pela Câmara dos Deputados, premiando os governadores nordestinos do PT.  Ou será os paraíbas?


Poti Neto mostra seu projeto para 2020

Alexandre Cavalcanti,

Em postagem em sua rede social, o advogado Poti Neto afirma que seu compromisso em 2020 é com a oposição ao atual sistema governante em São Gonçalo do Amarante.
Assinala que embora seu nome esteja à disposição para ser colocado como pré-candidato a prefeito, isso não constitui nenhuma exigência de sua parte, pois o importante é que a oposição tenha capacidade de se unir.
Justificando essa necessidade, lembra que o grupo que domina a Prefeitura dispõe de uma grande estrutura e já demonstrou que sabe muito bem usar a máquina, inclusive de forma inescrupulosa.
Abaixo, na íntegra, a nota de conclamação publicada por Poti Neto:

“A todos os são gonçalenses

Meu nome sempre estará à disposição do município de São Gonçalo, seja como pré-candidato a prefeito, seja como um simples cidadão que deseja um futuro melhor para sua gente.Ou até mesmo como candidato a vereador.
Diante de algumas dúvidas que me têm sido apresentadas, sem me julgar dono da verdade, quero antecipar que não existe a menor possibilidade de voltar a me compor com os nossos atuais adversários, uma vez que eles não corresponderam à confiança que neles depositei em 2012.
Estou em permanente contato com o povo de São Gonçalo e sinto que esse pensamento representa o desejo da maioria dos nossos amigos, principalmente dos jovens.
Agora: entendo que o grupo da Prefeitura sabe usar muito bem a máquina pública, de forma inescrupulosa, em benefício próprio, e que para derrotá-lo precisamos construir uma sólida união de todas as forças de oposição.
Do mesmo jeito que muitos me consideram pré-candidato, respeito a pretensão de vários outros amigos que também se colocam nessa condição. Assim, a todos eu digo – do mesmo jeito que posso aceitar a condição de pré-candidato, entendo que outros nomes têm o mesmo direito. Mas, para a vitória, que é o mais importante para o município, não há dúvida, que precisamos construir uma união e, dessa união, tirar um nome que possa representar a todos.
Poti Neto”


1-20 de 1365