Seturn cobra isenção de ISS para manter preço da passagem de ônibus

Reajuste de R$ 3,90 para R$ 4,15 foi revogado pelo prefeito Álvaro Dias no fim de fevereiro.

Rafael Araújo,
Nominuto/Arquivo
Aumento da passagem de ônibus chegou a ser anunciado em fevereiro, mas acabou suspenso após repercussão negativa.
A situação da tarifa de ônibus na cidade do Natal segue indefinida até o momento, após o prefeito Álvaro Dias suspender o reajuste no valor da passagem, que iria passar de R$ 3,90 para R$ 4,15 para quem paga o transporte com o cartão, o que representa 70% dos usuários do transporte coletivo na cidade.

Segundo Nilson Queiroga, consultor técnico do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros (Seturn), no fim do mês passado o prefeito revogou o reajuste e disse que iria reunir a equipe econômica e a secretaria de transporte para encontrar uma solução para o preço das passagens.

“Nós esperamos que a Prefeitura do Natal tire o imposto sobre serviços (ISS), só assim poderíamos segurar o preço da tarifa atual sem prejuízo às empresas”, o consultor da Seturn.

O Seturn espera também que o executivo municipal subsidie as gratuidades e negocie com o governo estadual para isenção do ICSM sobre o óleo diesel. “Com essas medidas, poderíamos, inclusive, ter uma redução no valor da tarifa de ônibus”, comenta Nilson Queiroga.

O sindicalista revelou ainda que Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) já se reuniu com representantes da equipe econômica da prefeitura, e que nos próximos dias deverá ser apresentada a solução da Prefeitura Nota para o impasse acerca do valor da passagem.

Tags: Aumento Natal Ônibus Passagem Seturn Tarifa
A+ A-