Não é mais necessário preencher formulário nos ônibus, diz STTU

Clodoaldo Cabral afirmou que nenhum idoso é obrigado a fazer o cartão eletrônico.

Cintia da Hora,

ENT-IN-TPNa tarde da última quarta-feira (12), a Secretária de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) iniciou  uma fiscalização para coibir controle manual da passagem de idosos em ônibus na capital. O cadastro dos dados com informações pessoais, feito pelas empresas de ônibus para quem não porta o cartão de gratuidade, estava atrasando as viagens e causando transtorno para os idosos.

Devido a isso, motoristas e cobradores foram orientados por fiscais da secretaria a não exigirem a assinatura dos passageiros com mais de 65 anos, apenas o documento de identidade. 

Segundo o secretário adjunto da STTU, Clodoaldo Cabral, nenhum idoso é obrigado a fazer o cartão eletrônico.  “A lei diz que o operador do sistema, o cobrador ou motorista, deverá anotar o número do registro, o RG, e também a data de nascimento. Antes de começar essa operação, quando foi mostrado o formulário, eu informei que não era necessário o idoso assinar nada, até porque a lei não fala isso, é um constrangimento, e o estatuto do idoso também não diz isso”, comenta.

A STTU observou que muitas pessoas procuravam a secretaria de forma espontânea para fazer o cartão, pois assim evitavam a perda do RG. “Então muitos deles vinham procurando a secretaria. Nós estamos orientando: basta trazer o seu RG para fazer o cadastro, que é na central do Natal Card, na Ribeira, e também o comprovante de residência. Alguns idosos já não têm mais a digital, então recebem um cartão especial”, explica.

O secretário ressaltou que a fiscalização continua acontecendo e a pessoa que se sentir prejudicado pode fazer a denuncia através do número 156. 

Clodoaldo ainda deu em primeira mão, que a partir do próximo dia 22 deste mês os ônibus intermunicipais que operam na avenida Salgado Filho, também irão operar na avenida Romualdo Galvão. 

Tags: Natal transportes
A+ A-