Associação de cegos do RN solicita adequações nos ônibus

Pedido foi formalizado num documento que foi enviado à STTU e à Câmara Municipal de Natal.

Da Redação,
Dando continuidade à luta pela acessibilidade, a Associação dos Cegos do Rio Grande do Norte (Socern) solicitou adequações nos ônibus da capital. De acordo com a Socern, as poltronas de acessibilidade no transporte público de Natal devem ficar próximas à porta traseira. Segundo Ronaldo Tavares, presidente da entidade, a ideia é evitar constrangimentos e facilitar a vida não só dos deficientes visuais, mas também de todos os que utilizam as cadeiras prioritárias nos ônibus.

A Associação afirma que atualmente as cadeiras prioritárias são próximas à catraca e isso dificulta demais a locomoção da pessoa cega, ou com mobilidade reduzida, então a meta é que essas poltronas sejam colocadas próximas à porta de descida, porque isso vai facilitar a locomoção, a mobilidade e vai evitar constrangimentos.

O pedido foi formalizado num documento que foi enviado à Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) e à Câmara Municipal de Natal.

Além do pedido das poltronas, a associação também solicitou às autoridades a padronização do transporte público da capital, o que facilitaria a vida dos deficientes visuais. Tal padronização aconteceria pelo cumprimento de pontos simples, como por exemplo a abertura da porta do meio, destinadas aos cadeirantes, o aumento do volume do sinal sonoro antes do usuário passar pela roleta, além de solicitar que a máquina do cartão esteja sempre posicionada do lado esquerdo.

Entre as reivindicações da Socern estão rampas, sinais sonoros e pisos táteis ou
diferenciados. “Atualmente conseguimos instalar, através da STTU, botoeiras sonoras
e em Braille para a locomoção das pessoas cegas próximo a central do cidadão do Alecrim e em outros pontos da nossa cidade”, disse Ronaldo Tavares.

Tags: Transportes
A+ A-