Número de acidentes com vítimas fatais diminui nas estradas do RN

PRF e CPRE apresentam números que apontam redução no ano de 2019 em comparação com 2018.

Rafael Araújo,
Divulgação / CPRE
Coronel Kennedy diz que redução ocorre por causa do incremento de PMs mediante pagamento de diárias operacionais.
O número de mortes provocadas por acidentes com vítimas fatais diminui nas estradas do Rio Grande do Norte no ano de 2019, em comparação com o ano anterior. Nas rodovias estaduais, foram registrados 845 acidentes em 2018, sendo que 87 deles tiveram vítimas fatais e resultou na morte de 96 pessoas, enquanto no ano passado foram 831 acidentes, 74 com vítimas fatais e 86 passageiros mortos, de acordo com dados do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE).

Nas rodovias federais, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também apresentou redução na quantidade de acidentes considerados graves, além de também ter registrado queda no número de vítimas fatais.

Segundo dados repassados pela assessoria de comunicação da PRF, em 2018 foram registrados 1.417 acidentes nas estradas federais, sendo que 464 deles foram considerados acidentes graves, que resultou em 1.602 pessoas feridas e 119 mortas. Já no ano passado, foram registrados 1.432 acidentes, dos quais 417 foram graves, com 1.711 pessoas feridas e 90 pessoas mortas.

Em entrevista ao portal Nominuto.com nesta quarta-feira (5), o coronel Manoel Kennedy destacou que, apesar do aumento da população e da frota de veículos do Estado, a diminuição no número de acidentes e vítimas fatais nas estradas acontece em um momento que a Polícia Militar do RN está com déficit no número de policiais, mas com reforço na tropa ocorre por incremento de policiais nas operações por meio de pagamento das diárias operacionais.

“O Governo do Estado graças a Deus está mantendo o pagamento de diárias operacionais em dia. Ou seja, o PM que está de folga vai para o serviço e é reembolsado por este trabalho além da sua carga horária regular”, explica.

Questionado pela reportagem, o coronel revelou que atualmente o CPRE dispõem de 567 policiais militares para todo o Estado. Contudo, deste total, apenas cerca de 430 estão trabalhando ativamente. “Nem todos estão na escala, pois alguns estão de férias, participando de cursos ou até mesmo tirando licenças especial ou entregues à junta médica”, revelou o coronel Kennedy.

Tags: Acidentes Mortes Polícia Militar Polícia Rodoviária Federal Trânsito
A+ A-