Mortes em rodovias federais do RN durante feriadão triplicam em relação a 2017

Neste ano, a Polícia Rodoviária Federal registrou um total de 20 acidentes, com 24 feridos e nove vítimas fatais.

Da redação, PRF,
Reprodução/Whatsapp
Sete pessoas morreram após um Gol e um Ônix colidirem de frente na madrugada da terça, na BR-406, em João Câmara.

A Operação Dia do Trabalhador 2018 da Polícia Rodoviária Federal foi encerrada à meia-noite de terça-feira (1º) com um número de acidentes e de feridos menor que em 2017, porém o número de mortes triplicou.

A violência nas rodovias federais foi maior devido a um grave acidente ocorrido na BR 406, em João Câmara, na madrugada do dia 1º, que resultou na morte de sete pessoas. Nesse feriado o trânsito foi menos intenso, porém a imprudência de alguns motoristas gerou muitas notificações por infrações.

Neste ano houve nove mortes durante a operação; os óbitos envolveram um motociclista, um pedestre e sete ocupantes de dois veículos. A primeira morte aconteceu na tarde de domingo (29), na BR 226 em Messias Targino, em que um motociclista colidiu frontalmente com um carro e morreu no local. O segundo óbito envolveu um pedestre que foi atropelado na noite de domingo, na BR 110, em Areia Branca, região salineira do Estado. Os demais óbitos foram registrados já na madrugada de terça-feira (1º), no km 108 da BR 406, em João Câmara, em uma colisão frontal entre um gol e um ônix.

Números

Na operação Dia do Trabalhador 2018, foram registrados nas rodovias federais no Rio Grande do Norte um total de 20 acidentes, 24 feridos e nove mortes. No mesmo período de 2017, foram registrados 24 acidentes, 37 feridos e três mortes.

Fiscalização

No decorrer da operação, 3.136 pessoas e 2.804 veículos foram fiscalizados, sendo 1.073 notificados por infrações diversas. Muitas pessoas foram flagradas em fiscalizações com etilômetros. Entre sexta-feira (27/4) e terça-feira (1/5), 1.085 condutores realizaram o teste, 32 foram autuados e dois foram presos. Mesmo com ampla divulgação dos riscos de dirigir sob efeito de álcool e do rigor das penalidades, a prudência e cuidados esperados são esquecidos.

Outra imprudência bastante relacionada a lesões graves e mortes nas rodovias é o excesso de velocidade. Durante a operação 360 motoristas foram autuados por transitarem com velocidade acima da permitida. Em um flagrante de excesso de velocidade, um condutor foi flagrado dirigindo a uma velocidade de 178 km por hora. Outros 164 condutores foram multados por realizarem ultrapassagens proibidas.

Educar para prevenir

Além das fiscalizações, a Polícia Rodoviária Federal realizou ações de educação para o trânsito. Motoristas eram parados e, durante a realização da fiscalização, todos os ocupantes dos veículos assistiam palestras curtas sobre os riscos das imprudências que mais matam e lesionam em rodovias. Durante o feriado, 328 pessoas foram sensibilizadas sobre os cuidados que cada um tem que ter com a segurança do trânsito.

Tags: PRF rodovias federais Trânsito
A+ A-