Governo estadual inaugura Unidade Prisional Feminina do Seridó

Antigo CDP de Jucurutu foi adaptado para receber exclusivamente mulheres e diminuir déficit de vagas no sistema penitenciário.

Da redação,

A Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc) dá prosseguimento ao processo de reestruturação do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte com a criação da Unidade Prisional Feminina do Seridó, que passa a funcionar no antigo Centro de Detenção Provisória de Jucurutu.

Antes, as internas estavam detidas numa unidade mista na Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó. Agora 56 mulheres estão numa unidade exclusivamente feminina, com vagas disponíveis e dentro da doutrina adotada na Sejuc, baseada no tripé reestruturação física, valorização profissional e adoção de procedimentos padrão.

“Demos mais um passo importante dentro do Sistema. Uma unidade feminina, sem superlotação, para atender uma das maiores regiões do estado, estruturada dentro de procedimentos, com agentes preparados e equipados e mais estrutura para as internas e seus familiares”, comentou o titular da Sejuc, Mauro Albuquerque.

Tags: Segurança Pública sistema penitenciário
A+ A-