Estatísticas de incêndios no RN preocupam bombeiros e comércio

Audiência para aprovação do novo código de segurança da corporação ocorrerá no dia 30, na AL.

Da redação,
Divulgação/CBM
Corpo de Bombeiros recebeu a visita do presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, e do presidente do Sindicato do Comércio Varejista do RN, George Ramalho.

Preocupados com o crescente número de incêndios registrados no estado, o Corpo de Bombeiros Militar do RN (CBM) recebeu na tarde desta terça-feira (14), a visita do presidente da Federação do Comércio do RN (Fecomércio), Marcelo Queiroz, e do presidente do Sindicato do Comércio Varejista do RN, George Ramalho, que também expressaram apreensão diante das recentes estatísticas divulgadas pela instituição.

De acordo com o último relatório apresentado pelo CBM, foram realizados 5.121 atendimentos na região metropolitana, entre os meses de janeiro e agosto de 2014. Deste total, cerca de 750 casos estiveram relacionados a incêndios e princípios de incêndios, sendo 87 somente em edificações comerciais e industriais. Os dados apresentados são da Subcoordenadoria de Estatística e Análises Criminal do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

“Confiamos na gestão do atual comandante e esperamos que o CBM, em breve, possa ampliar seus recursos humanos e logísticos para atender melhor a grande demanda existente”, disse Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio.

A instituição aguarda, desde maio deste ano, a aprovação do novo Código de Prevenção e Combate a Incêndio da instituição que se encontra em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa do RN. O Projeto de Lei, enviado à ALRN, “estabelece e define medidas de segurança e proteção contra incêndio, explosão e pânico para edificações e áreas de risco e dá outras providências”, explicou o Coronel Elizeu Lisboa Dantas, Comandante Geral do CBM.

“Quando aprovado, o novo Códido dos Bombeiros do RN irá resultar em impactos positivos que serão sentidos pelos cidadãos que recorrem ao Serviço Técnico de Engenharia da Corporação (SERTEN), uma vez que o mesmo permite a simplificação na regularização dos projetos, diminuindo a burocratização administrativa provocada pelo velho código, completou o Coronel.

A pesquisa empreendida para a elaboração do deste Projeto de Lei foi baseada na legislação do Estado de São Paulo, que disponibilizou todas as informações necessárias, permitindo que este trabalho tivesse como matriz a sua legislação técnica. Uma audiência para analisar o Projeto de Lei do CBM foi remarcada para ocorrer no dia 30 de outubro.

Tags: CorpodeBombeiros Incêndios Segurança
A+ A-