Em quatro anos, mais de 4,5 mil jovens foram assassinados no Estado

No entanto, relatório do Obvio aponta redução de 20,7% de mortes no ano passado em comparação com 2017.

Da redação, Obvio ,
Arquivo/O Câmera/Mapa de Blogs
Segundo os dados do Obvio, jovens solteiros, pardos ou negros e com baixa escolaridade lideram o ranking de mortandade da juventude.
Entre os anos de 2015 e 2018, 4.560 jovens foram assassinados no Rio Grande do Norte. Apesar do número elevado neste período, de 2017 para 2018, os dados do Observatório da Violência (Obvio) apontam para uma redução de 20,7% no índice de homicídios. Em 2017, foram 1.376 mortes, enquanto no ano passado o número foi de 1.090 assassinatos.

Do total de jovens assassinados nos últimos quatro anos, em 95% dos casos as vítimas são homens, o que equivale a 4.333 pessoas, sendo 5% mulheres, ou seja, 227 vítimas. Ainda de acordo com o estudo, a maioria dos casos está relacionada com a violência interpessoal, e, em segundo lugar está o envolvimento com facções criminosas e drogas, o que representa 11,5%.

O levantamento feito pelo Obvio aponta ainda que 86,4% dos jovens mortos são solteiros (as). Pessoas pardas ou negras também representam um alto índice, que representa 90,1% dos casos.

dados-Obvio-H

Neste mês de fevereiro, até esta quarta-feira (27), segundo o Obvio, foram registrados 98 assassinatos. Em 2018, no mesmo período, haviam sido registrados 169 mortes. Portanto, houve uma redução de 42%.

A região do Estado com maior concentração de assassinatos entre jovens é a leste potiguar, onde 2.834 jovens entre 16 e 29 anos foram mortos entre 2015 e 2018. Em segundo lugar vem a região Oeste, com 1.000 mortes, o que representa 21,9% dos crimes. As regiões Agres e Central vem na sequência, com 497 mortes, o que representa 19,9% e 229 casos, que correspondem a 5%, respectivamente. Os municípios que concentraram mais homicídios foram Natal, com 1299 casos, Mossoró, com 499 mortes e Parnamirim, com 355 assassinatos.

Natal

Na capital, a zona norte foi a região com maior índice de homicídios contra jovens, com 582 crimes. Na sequência está a zona Oeste, com 468 mortes e depois vem a zona leste, com 144 assassinatos. Por último está a zona sul, com 83 mortes. . O bairro de Nossa Senhora da apresentação registrou 165 casos, ocupando a liderança, seguido de Felipe Camarão com 121 assassinatos, Pajuçara com 115 mortes e Lagoa Azul, com 114 vítimas.

Tags: Segurança Pública
A+ A-