Agentes federais reclamam da falta de incentivo do governo nas investigações

Policiais apontam que apenas 8% dos crimes tem resolução e culpam a falta de uma gestão eficaz e o modelo ultrapassado de atuação policial.

Da redação,

policiaisiNeste domingo (16) comemora-se o Dia do Policial Federal. Em nota, o Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Rio Grande do Norte (SINPEF/RN) vem a público manifestar sua homenagem, mas principalmente chamar atenção da sociedade sobre o drama enfrentado pela categoria.

NOTA
No seu dia, os Agentes Federais não tem o que comemorar!

O caos em que se encontra a segurança pública no Brasil, com o contínuo aumento da violência, tem estarrecido a todos os brasileiros. Fruto da falta de uma gestão eficaz aliada a um modelo completamente ultrapassado de atuação policial, que com sua ação preponderantemente cartorária tem retornado à sociedade baixíssimos níveis de resolução de crimes, na ordem de 8% apenas.

A contínua transformação da Polícia Federal em polícia de cartório em detrimento de uma Polícia Científica, como ocorre nos países mais desenvolvidos do mundo, está provocando uma imensa queda nos índices de combate ao crime organizado, o que tem gerado uma imensa insatisfação nos verdadeiros policiais federais.

A sociedade brasileira deve se mobilizar urgentemente em prol de uma Polícia Federal cada vez mais eficiente, científica, democrática e cidadã. Isso começará com a valorização dos trabalhos dos Agentes, Escrivães e Papiloscopistas.

Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Rio Grande do Norte – SINPEF/RN

Tags: agentes federais policia
A+ A-