Sesap reúne profissionais para intensificar a prevenção dos casos de raiva

Este ano, até o dia 23 de maio, já foram confirmados 10 municípios com registro de casos em animais.

Da redação, Sesap,

Na próxima terça-feira (28) a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) irá reunir coordenadores de endemias e vigilância epidemiológica das regionais de saúde para intensificar as ações de prevenção aos casos de raiva no RN.

A atividade acontece no auditório da Sesap, das 8h30 às 13h, com o objetivo de capacitar estes profissionais como multiplicadores dos conhecimentos para os agentes de combate às endemias e agentes de saúde dos municípios. A metodologia de trabalho se dará de forma ativa, com aplicações de testes e apresentações.

Atualmente no RN, 51 municípios são considerados silenciosos na vigilância da raiva, ou seja, não notificaram nenhum atendimento antirrábico por ocorrência com morcego, nem amostra de morcego suspeito de raiva, nos últimos cinco anos. O número representa 30% dos municípios do estado nesta situação.

Este ano, até o dia 23 de maio, já foram confirmados 10 municípios com registro de casos de raiva em animais no estado. São 26 animais positivos para a doença, sendo 24 morcegos, 1 raposa e 1 bovino. Os municípios que mais registraram casos de raiva em morcegos este ano são: Parnamirim (5), Santo Antônio (4), Mossoró (4), Caicó (4) e Macaíba (3).

Orientações

A raiva é transmitida pela saliva do animal infectado – principalmente, cão e gato, ou de animais silvestres, como morcego e sagui - através da pele ou mucosas, seja por mordedura, arranhadura ou lambedura. A principal forma de prevenção é a vacinação de animais domésticos e de pessoas que foram expostas ao risco.

A orientação da Sesap é para que as vítimas de mordeduras lavem o local com água corrente e sabão e procurem imediatamente a unidade de saúde mais próxima. O vírus rábico é muito sensível a agentes externos e ao lavar o ferimento com água corrente e sabão, ou outro detergente, isso diminui, comprovadamente, o risco de infecção.

É fácil identificar um morcego suspeito de raiva. Se observar um morcego voando ou alimentando-se durante o dia, pousado em local desprotegido ou encontrá-lo caído ou morto no chão, entre em contato com o Controle de Endemias ou com o Centro de Controle de Zoonoses da sua cidade e solicite a remoção do animal.

Em Natal os telefones são: 3232-8235 e 3232-8237. Não toque no animal, afaste pessoas e animais do local e tente colocar uma caixa, balde ou pano em cima do morcego. Em caso de dúvidas se o morcego entrou no local ou não e se ocorreu contato, também é preciso buscar assistência médica.

Tags: casos de raiva prevenção Sesap
A+ A-