Planejamento alimentar é opção ideal para quem possui rotina agitada

Cardápio varia de acordo com as necessidades nutricionais de cada pessoa.

Da redação,
Divulgação
Dica dos especialistas é sempre ter em mãos algo prático e saudável para comer no lanche, e que não estrague com facilidade.

Trabalho, estudos, família, cuidados domésticos. São tantas tarefas realizadas ao longo do dia que muitas pessoas deixam a alimentação para segundo plano e acabam não dando importância para a hora do lanche, aquele intervalo entre uma refeição e outra. O resultado é o aumento da saciedade descontado na montagem do prato principal.

Para não jacar durante o café da manhã, o almoço e o jantar, o segredo está em um bom planejamento alimentar repassado por um nutricionista, além de disciplina e organização individual.

“A fome faz com que o indivíduo perca o poder de decisão e escolha a comida que vê pela frente. Geralmente são alimentos que não têm bons valores nutricionais, podendo ser prejudiciais para a saúde, especialmente quando são ingeridos em excesso”, afirma o mestre em nutrição Izael de Sousa.

Ainda segundo o especialista, a dica é sempre ter em mãos algo prático e saudável para comer no lanche, e que não estrague com facilidade. “Destaque para as frutas naturais, frutas secas e para as oleaginosas – castanha-do-pará, castanha de caju, amêndoa, macadâmia e amendoim. Mas nada de comer exageradamente. Por isso, é sempre importante consultar o plano alimentar repassado pelo profissional. Ele varia de acordo com as necessidades nutricionais de cada pessoa”, lembra.

Tags: nutricionista planejamento alimentar
A+ A-