Lacen do RN investe na melhoria do diagnóstico das meningites

Curso de capacitação de servidores será realizado de 24 a 28 de junho.

Da redação, Sesap,
Assecom/Sesap
Lacen realiza curso para capacitar seus servidores sobre o diagnóstico molecular das meningites e, assim, implantá-lo no laboratório.

Com o objetivo de tornar o diagnóstico das meningites mais rápido e preciso, o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte Dr. Almino Fernandes (Lacen) realiza curso para capacitar seus servidores sobre o diagnóstico molecular das meningites e, assim, implantá-lo no laboratório. A capacitação ocorre no período de 24 a 28 de junho, durante o dia todo, no setor de biologia molecular da unidade.

O curso será ministrado pelo Dr. Fabio Higa, do Instituto Adolfo Lutz de São Paulo, referência no diagnóstico molecular das meningites. De acordo com o farmacêutico-bioquímico do setor de biologia molecular do Lacen, João Felipe Bezerra, “o diagnóstico molecular (por meio de PCR) é um método bastante sensível e preciso e que possibilita um diagnóstico mais rápido, o que se faz de grande importância visto a gravidade dos quadros de meningites bacterianas”. O diagnóstico rápido permite se iniciar o quanto antes o tratamento adequado da meningite, com a prescrição terapêutica precisa e apropriada.

Meningite

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por agentes infecciosos (caso das meningites bacterianas e virais), ou por processos não infecciosos como, por exemplo, medicamentos e neoplasias.

No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica, ou seja, casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. A ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no outono-inverno, e das virais na primavera-verão. A meningite bacteriana é a de maior gravidade.

Tags: curso de capacitação diagnóstico molecular das meningites Lacen
A+ A-