Caos na Saúde de Natal é destaque do jornal O Globo

Capital possui apenas 130 das 220 equipes de saúde da família necessárias, segundo o Sindicato dos Médicos.

Da redação, O Globo,

Os problemas que ocorrem no sistema de Saúde de Natal foram destaque em uma reportagem divulgada nesta terça-feira (14) pelo jornal O Globo. De acordo com a matéria, a capital potiguar, entre outras cidades, enfrenta uma situação de caos no serviço público. Greves, salários atrasados e cirurgias adiadas são alguns dos problemas observados pelo país.

O veículo realizou um levantamento com base em dados do Ministério da Saúde e constatou que no ano passado, 11 redes estaduais de todo o país tiveram redução de sua estrutura na área, com diminuição no número de estabelecimentos de saúde estaduais entre janeiro e novembro. O jornal cita o Rio Grande do Norte reduziu de 74 unidades em janeiro de 2019 para 73 em novembro do mesmo ano.

Em Natal, a greve de médicos durou 40 dias, entre novembro e dezembro. A paralisação tinha como alvo o não pagamento de uma gratificação a 100 profissionais que haviam sido convocados para começar a trabalhar em 2018. Segundo o sindicato dos médicos, a capital possui apenas 130 das 220 equipes de saúde da família que deveria ter. "Mais de 40% da população de Natal está desassistida na atenção básica", diz o presidente do sindicato da categoria, Geraldo Ferreira.

Os serviços são prestados pela prefeitura e pelo governo estadual, já que a rede é integrada. A secretaria de Saúde de Natal informou que todas as unidades estão em boa situação estrutural e de operação, e que nos últimos dois anos, mais de 40 unidades foram construídas ou reformadas.

Tags: Saúde
A+ A-