‘WhatsApp fez diferença na campanha eleitoral’, diz Érika Zuza

Especialista em Comunicação Digital disse que as redes sociais ganharam destaque em relação às outras mídias.

Flávio Oliveira,
Fladson Soares/Nominuto
No RN Acontece, a especialista em comunicação digital, Érika Zuza, disse que as redes sociais fizeram a diferença na campanha eleitoral deste ano.

SELO-ELEIÇÕES-2018-100Com a massificação do uso das redes sociais pelos brasileiros, a campanha eleitoral deste ano ganhou um componente influenciador aparentemente mais forte do que as mídias tradicionais. Em entrevista para o RN Acontece nesta quinta-feira (11), a especialista em comunicação digital, Érika Zuza, disse que as eleições privilegiaram os candidatos que melhor aproveitaram os recursos da internet.

“Acho que a campanha eleitoral no rádio e na tevê continuam com sua relevância, mas as redes sociais têm um perfil diferente de uso. Na tevê e no rádio, a gente recebe a informação. Na rede social, o eleitor busca a informação. Então aqueles candidatos que souberam utilizar de forma estratégica cada uma das redes sociais, com sua linguagem própria, para se comunicar e dialogar com o eleitor teve mais condições de apresentar suas propostas”, explica a jornalista.

ERICA-H2

Entre as ferramentas com maior capacidade influenciadora, Érika Zuza cita o aplicativo de compartilhamento e troca de mensagens mais popular no Brasil. “Esse ano o WhatsApp fez diferença na campanha eleitoral, inclusive com estratégias de marketing voltadas para essa plataforma”, destaca.

Em contrapartida, a divulgação de notícias falsas foi intensa, obrigando os candidatos a elaborarem estratégias para combater a desinformação. Apesar disso, a especialista acredita que o eleitor pode contribuir ao ter mais cautela no compartilhamento de notícias. “Cada um de nós pode combater as fake news a partir do momento que você não compartilha boato, rumor, algo que você não tem certeza do que é. O melhor jeito de combater notícia falsa é usar notícia de qualidade. É checar. O melhor jeito de combater notícia falsa é com informação”, defende Zuza.


Confira a entrevista com a jornalista Érika Zuza:


Tags: Eleições 2018 RN Acontece
A+ A-