‘Existia muito desvio’, diz coordenador do Programa do Leite

Sandro Trigueiro diz que implantação de aplicativo vai permitir um maior controle na distribuição.

Flávio Oliveira,
Fladson Soares/Nominuto.com
Coordenador do Programa do Leite Potiguar, Sandro Trigueiro, concedeu entrevista para o jornalista Diógenes Dantas, no RN Acontece.

O Programa do Leite Potiguar é um dos trabalhos de segurança alimentar mais importantes do Estado, que atende cerca de 84 mil famílias. Apesar do serviço relevante, uma auditoria solicitada pela Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) mostra que é necessário um controle mais rígido na distribuição do alimento.

O coordenador do programa, Sandro Trigueiro, disse em entrevista para o RN Acontece, na Band, que os dados parciais desse balanço dão indícios que ocorria problemas na distribuição do leite. “No programa do leite a gente está com um relatório parcial. Ainda estamos concluindo estes trabalhos, mas já deu para perceber que exista muito desvio do leite”, revelou.

De acordo com Trigueiro, era comum que pessoas que não tinham direito ao alimento, tivessem acesso ao benefício. “A gente tem denúncia que o leite que está pagando para extrema pobreza é utilizado em sorveteria, em casa de bolo, em lanchonete”, pontou.

LEITE-H2

Para o coordenador, a implantação do aplicativo irá possibilitar um maior controle de estoque, uma vez que será possível acompanhar em tempo real a entrega do leite nos postos de distribuição, como também verificar se o verdadeiro beneficiário terá acesso ao produto.

“Esse aplicativo é as nossas pernas. Porque a gente não tem um grupo de fiscalização grande e o aplicativo vai estar ao mesmo tempo nos 397 postos, na hora que o leite chegar e na hora que o leite sair. Não existia um controle. Não se sabia se o leite chegava naquela quantidade e se chegava ao público alvo”, explicou Trigueiro.


Confira a entrevista na íntegra:


FO.

Tags: Programa Leite Potiguar RN Acontece
A+ A-