Empresa potiguar lança a criptomoeda Dibscoin

Segundo CEO da startup Dibs.digital, ela já está disponível para compra.

Fátima Elena Albuquerque,
Fladson Soares/Nominuto.com
Nova tecnologia, explica Rafael Mendonça, é uma espécie de livro de registros, um banco de dados online, descentralizado e público.

Com uma proposta estruturada, pioneira e uma vasta experiência no mercado financeiro e em novas tecnologias, a empresa potiguar Dibs.digital ingressou no mundo das criptomoedas e criou a sua própria cripto, a Dibscoin. Segundo Rafael Mendonça, CEO da startup e especialista em análise técnica para automação de operações financeiras, a ideia é construir uma solução para o mercado das criptomoedas, a partir da análise de diversos problemas verificados.

“Estamos trazendo algo que vem para corrigir o que já foi feito anteriormente e não apenas construindo uma criptomoeda. É uma solução para o mercado”, disse Rafael Mendonça, em entrevista nesta terça-feira (19) ao programa RN Acontece. De acordo com o CEO da Dibs.digital, a grande diferença que leva as pessoas para um ambiente seguro nas criptomoedas é o fato de existir uma tecnologia chamada blockchain, que em vez de ter um banco centralizador, pelo contrário, descentraliza a transação, fazendo com que milhares de computadores tenham uma cópia dela, impedindo a ação de invasores.

RN-H2

A tecnologia, explica Rafael Mendonça, é uma espécie de livro de registros, um banco de dados online, descentralizado e público que foi desenvolvido para distribuir informação de modo transparente e confiável, sem que um agente externo e centralizador valide o processo. “É diferente do sistema bancário, no qual o servidor pertence a uma única entidade”, disse.

Ainda de acordo com CEO da Dibs.digital , o Bitcoin, que foi pioneiro no mercado das criptomoedas teve uma grande valorização ao logo dos últimos anos. “O valor dele saiu de um centavo de dólar há 10 anos para mais de 3.800 dólares. Quem investiu e acreditou nessa moeda lá no início, conseguiu um grande lucro”, afirmou.

No caso da Dibscoin, a criptomoeda potiguar, ela já está disponível para compra em qualquer navegador de internet acessando o site https://dibscoin.com ou pelo aplicativo Dispag, que pode ser facilmente instalado em smartphones android e no endereço https://dibspag.com


Confira a entrevista:


AMS

Tags: Dibs.digital Rafael Mendonça RN Acontece
A+ A-