Alexandre Motta se coloca como opção do PT para concorrer ao Senado

Decisão será tomada em Encontro de Táticas, entre os dias 27 e 29 deste mês.

Fátima Elena Albuquerque,

O médico Alexandre Motta poderá ser o nome que irá disputar uma vaga no Senado Federal pelo Partido dos Trabalhadores na chapa de Fátima Bezerra, pré-candidata ao governo do Rio Grande do Norte. A legenda já havia anunciado o apoio à pré-candidata Zenaide Maia (PHS).

O PT no RN marcou para o dia 4 de agosto a convenção que homologará a candidatura da senadora Fátima Bezerra (PT) ao governo estadual, tendo Antenor Roberto (PCdoB) como vice. O local ainda não foi definido e a data pode também ser alterada.

PRF-H2

Em entrevista hoje (19) ao programa RN Acontece, Alexandre Motta afirmou que a definição sobre o segundo nome a fazer parte da chapa da então senadora ocorrerá no Encontro de Táticas do PT, a ser realizado nos dias 27, 28 e 29 deste mês, em Natal, com a presença da presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann.

Questionado sobre se as conversas com o PSB haviam sido encerradas, o pré-candidato ao Senado afirmou que o que foi passado pelo presidente estadual do partido, Junior Souto, foi que “não há um clima bom nesse sentido”. “Eu acho que Fátima, como uma boa política que é, está sempre aberta a ouvir e tentar diálogos, mas não creio que isso ocorra com o PSB, pois o clima não é positivo”, disse.

PRF-H3

O pré-candidato explicou ainda que outros dois nomes, além do dele, estão sendo avaliados pelo PT para compor a chapa nas eleições de 2018 – o do ex-vereador Hugo Manso e o do ex-presidente da CUT, José Rodrigues. “São valorosos nomes que o partido apresenta. Cada um, à sua maneira, representa um sentimento ou um significado para o PT”, frisou.

Alexandre Motta é militante do Partido dos Trabalhadores desde os bancos da universidade, quando cursava Medicina. “Como cidadão, fiquei muito indignado com o dia do golpe [contra Dilma Roussef] porque percebi que se podia fazer tudo certo, mas a trama estava arquitetada de tal maneira que iriam tirar a presidente, independente do que ela tivesse feito ou não. E é preciso deixar claro que Dilma é uma mulher honesta. A prova disso é que o próprio Senado não cassou os seus direitos políticos. E isso me fez tomar a decisão de participar do próximo pleito a favor do meu partido”, argumentou Motta.


Confira o vídeo:

AMS

Tags: Alexandre Motta PT RN Acontece
A+ A-