Veja destaca plano de Janot de matar Gilmar

Ex-procurador disse nesta semana que entrou no STF armado com intenção de matar ministro.

Da redação ,

VEJAVeja

“Ia dar um tiro nele e me suicidar”

Em entrevista, o ex-procurador-geral da República conta que, no ápice da Lava-Jato, foi armado ao STF para matar o ministro.

Em maio de 2017, a Operação Lava-Jato estava atingindo seu ponto mais alto. O ex-presidente Lula teve a primeira audiência com o juiz Sergio Moro no caso do apartamento tríplex, a Presidência de Michel Temer tremeu após a divulgação de um vídeo que mostrava um deputado puxando pelas ruas de São Paulo uma mala cheia de dinheiro e a delação premiada dos donos da JBS disparou ondas de choque devastadoras contra o mundo político. Houve também um quarto episódio, até agora desconhecido, que por pouco não mudou radicalmente a história da maior investigação criminal já realizada no país.

Em maio de 2017, a Operação Lava-Jato estava atingindo seu ponto mais alto. O ex-presidente Lula teve a primeira audiência com o juiz Sergio Moro no caso do apartamento tríplex, a Presidência de Michel Temer tremeu após a divulgação de um vídeo que mostrava um deputado puxando pelas ruas de São Paulo uma mala cheia de dinheiro e a delação premiada dos donos da JBS disparou ondas de choque devastadoras contra o mundo político. Houve também um quarto episódio, até agora desconhecido, que por pouco não mudou radicalmente a história da maior investigação criminal já realizada no país.

Leia mais em https://veja.abril.com.br/


ISTOE2Istoé

Bolsonaro dá as costas para o mundo

Ao adotar um tom belicista e voltado exclusivamente para as refregas internas, Bolsonaro vira as costas para o mundo ameaçando o comércio e o diálogo multilateral.

O estadista, já dizia Ulysses Guimarães, tem “a posição de suas ideias e não as ideias de sua posição”. Não pode ser um oportunista, aquele que se serve da política em vez de servi-la, e o que só pensa nas eleições futuras e não no futuro do País. É tudo ao contrário do que o presidente Jair Bolsonaro representa e demonstra ser. No púlpito da abertura oficial da 74ª Assembleia Geral da O NU, em Nova York, na manhã da terça-feira 24, o mandatário brasileiro foi ele na essência: um político permanentemente em campanha disposto a atacar inimigos imaginários como se no ringue eleitoral ainda estivesse. Já mira, por óbvio, o pleito de 2022. Os brasileiros – testemunhas de suas diatribes muitas vezes sem nexo e recheadas de informações equivocadas – já estão acostumados. A questão é que, desta vez, o vexame foi internacional – postura essa que pode custar caro ao diálogo multilateral, ao comércio, ao agronegócio e aprofundar o isolamento do País.

Leia mais em https://istoe.com.br/


CARTA3Carta Capital


Alucinado

Em sua matéria de capa, a revista carta capital destaca a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, em evento da Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo a publicação, o chefe do executivo do executivo brasileiro desafiou informações erradas, contou mentiras e agridiu meio mundo na reunião, mas manteve alinhamento com o americano Donald Trump.

A edição de carta capital também traz o processo de impeachment contra Donald Trump, os cortes em instituições de cultura e colunas de Mino Carta, Celso Amorim, etc.

https://www.cartacapital.com.br/


epoca-2Época


Jovem, engajado, digital

A influência de Youtubers como Felipe Neto no debate político nacional

O youtuber Felipe Neto , que acumulou mais de 34 milhões de seguidores na rede de vídeos ao postar conteúdo de entretenimento principalmente para adolescentes e jovens, tem se tornado uma das principais vozes do discurso político na internet — em especial no Twitter, onde ganhou mais de 1,5 milhão de seguidores, um aumento de 20%, desde a eleição de Jair Bolsonaro, em outubro de 2018. Suas postagens são, sobretudo, críticas ao presidente e ao governo.


Leia mais em www.epoca.globo.com


Tags: Revistas
A+ A-