Papa tem 'indisposição' e cancela missa um dia após evento em que beijou fiéis

Pontífice de 83 anos cumpriu agenda em sua residência no Vaticano e apresentou sintomas de gripe.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Remo Casilli
Papa Francisco espirra e tosse durante cerimônia da Quarta-feira de Cinzas, em Roma, na Itália.

Por conta de uma "leve indisposição", o papa Francisco decidiu cancelar a missa que tinha programado para esta quinta-feira (27) com clérigos de Roma, segundo fontes oficiais do Vaticano.

A decisão do papa vem um dia após encontro com fiéis numa basílica em Roma, onde prestou solidariedade aos pacientes que contraíram o novo coronavírus, que já se espalhou por mais de 30 países. No evento, o papa apertou a mão e beijou o rosto de algumas das mais de 400 pessoas que o assistiam.

Segundo o jornal inglês Daily Mail, o Papa parecia estar gripado e falou com uma voz ligeiramente rouca em sua audiência geral na quarta-feira. Francisco também tossiu durante um serviço da Quarta-Feira de Cinzas realizado em uma igreja romana na parte da tarde.

O Pontífice não tem parte de um pulmão, que foi retirada quando ele tinha em torno de 20 anos e morava em Buenos Aires, por causa de uma tuberculose, de acordo com o biógrafo Austen Ivereigh.

Ele também sente dores na perna por causa do nervo ciático, o que o obriga a fazer fisioterapia frequente e explica sua dificuldade ocasional ao subir degraus. Mas, no geral, o Papa está com boa saúde e suportou cerca de quatro viagens internacionais exigentes a cada ano desde que foi eleito em 2013.

Ainda de acordo com o jornal, o Vaticano não deu detalhes sobre a natureza da doença do Papa. Até agora, a Itália, onde está localizada a sede da Igreja Católica Romana, confirmou que 528 pessoas contraíram o coronavírus, com 14 mortes registradas.

Tags: indisposição Papa Francisco
A+ A-