Papa nomeia jornalista brasileira para vice-direção de Imprensa do Vaticano

Cristiane Murray sucederá a espanhola Paloma García Ovejero, que renunciou ao cargo em dezembro.

Da redação, Estadão Conteúdo,
EFE/EPA/Vatican Media
Desde 2018, a jornalista Cristiane Murray colabora com a preparação do sínodo sobre a Amazônia. Ela é natural do Rio de Janeiro.

O papa Francisco nomeou a jornalista brasileira Cristiane Murray, que faz parte da equipe da Rádio Vaticano desde 1995, como vice-diretora da Sala de Imprensa da Santa Sé. Nascida no Rio em 1962, casada e com dois filhos, Murray sucederá a espanhola Paloma García Ovejero, que renunciou ao cargo em dezembro de 2018.

A assessoria de imprensa do Vaticano será dirigida por dois leigos. O cargo de diretor é ocupado pelo angloitaliano Matteo Bruni. Desde 2018, a jornalista colabora com a preparação do sínodo sobre a Amazônia, previsto para ocorrer em outubro deste ano. Francisco é considerado um pontífice mais sensível aos problemas do meio ambiente e convocou a assembleia sobre a Amazônia com intenção de proteger os povos dessa região que abarca nove países.

A reunião será um dos eventos mais importantes para o pontificado neste ano e abordará temas como a devastação da Amazônia por grandes empresas, a corrupção, a imigração entre as cidades e o abandono dos povos indígenas. 

“Aceito essa nomeação com emoção. Para os jornalistas e colegas da Comunicação é um grande reconhecimento do nosso trabalho diário para levar o evangélio ao mundo, a mensagem do papa e da Igreja. O agradecimento deve ser dirigido em primeiro lugar ao Santo Padre, meu agradecimento e de todos nós, especialmente as mulheres, por ter me escolhido para esta importante tarefa”, declarou a brasileira.

Tags: Cristiane Murray Papa Francisco Vaticano vice-direção de imprensa
A+ A-