Fátima participa do lançamento da Campanha da Fraternidade 2020

Com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso”, Arquidiocese de Natal abriu evento neste domingo, na zona norte.

Da redação, Governo do Estado,
Demis Roussos/Governo do Estado
Governadora Fátima participou do evento, cuja missa de encerramento foi celebrada pelo arcebispo de Natal Dom Jaime Vieira Rocha.

Com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso”, a Arquidiocese de Natal lançou neste domingo, 1° de março, a Campanha da Fraternidade 2020 em nível estadual. No período da tarde, mesmo sob forte chuva, os paroquianos de diversas igrejas da Capital realizaram a já tradicional caminhada entre a Paróquia de São Tiago Menor, no conjunto Santarém, e o Centro Pastoral Dom Bosco, no conjunto Gramoré. A governadora Fátima Bezerra participou do evento, cuja missa de encerramento foi celebrada pelo arcebispo de Natal Dom Jaime Vieira Rocha.

Ela destacou a importância da campanha, que nasceu em Natal, quando foi realizada pela Arquidiocese de Natal, no dia 8 de abril de 1962, por iniciativa do então Administrador Apostólico, Dom Eugênio de Araújo Sales, e desde 1964 é realizada nacionalmente. “O tema deste ano tem muito a ver com o momento em que estamos vivendo, por isso é importante que a gente viva a campanha como um momento à reflexão”, disse ela, que também desejou a todos um olhar especial aos mais necessitados, aos que mais precisam de ajuda, no sentido de construirmos um mundo melhor, “com amor, respeito, sem violência e sem intolerância”, completou.

Dom Jaime Vieira enfatizou o lema da campanha que é “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”, baseado no livro de Lucas, capítulo 10, versos 33e 34. “É preciso ter compaixão. A sociedade precisa se conscientizar de seus deveres e não apenas dos seus direitos”, afirmou o líder religioso, que no sermão citou ainda o ativista pernambucano Josué de Castro (1908/1973), autor do livro Geografia da Fome, além de muitos outros, e que ficou conhecido internacionalmente por seu engajamento no combate à fome e à pobreza.

“Ele sentia compaixão quando via nos mangues de Recife homens e mulheres cheios de lama a procurar o seu alimento. Hoje, eu abençoo a todos aqui presentes e espero que Deus nos favoreça a guardar essa palavra”, disse. À exemplo de Dom Jaime, que se referiu às chuvas como bênçãos, o coordenador da campanha, padre Robério Camilo, também estava muito satisfeito com a participação do público, que não desanimou nem um instante. “Hoje está sendo um dia muito especial, debaixo desse dom supremo de Deus que são as chuvas e não só temos de agradecer, após tantos anos de seca”, declarou.

Ao final, o Vigário Episcopal Urbano, padre Flávio Herculano, agradeceu ao empenho dos paroquianos e de todos os líderes religiosos envolvidos na campanha e lembrou que no dia 05 de abril será feita a Coleta da Solidariedade, quando todas as ofertas recolhidas nas paróquias do estado serão revertidas para o Fundo Nacional da Solidariedade e para o Fundo Diocesano, para financiamento das ações sociais da Igreja Católica em todo o País e no RN.  O objetivo da Campanha da Fraternidade de 2020 é promover uma reflexão sobre o significado da vida nas dimensões: pessoal, comunitária, social e ecológica. Em nível nacional, a campanha foi lançada na última quarta-feira de cinzas, 26.

Também estavam presentes à missa de encerramento: a senadora Zenaide Maia, os deputados estaduais Ubaldo Fernandes e Hermano Morais, a secretária de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Íris Oliveira, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, o diretor do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), Manoel Marques, a primeira dama de Natal, Amanda Dias e a vereadora Divaneide Basílio.

Tags: Governo do Estado
A+ A-