Para Airene Paiva, Prefeitura de Parnamirim está despreparada pra enfrentar coronavírus

Com morte de mulher com suspeita da doença, tabelião do município lança críticas à gestão atual.

Da redação,
Divulgação

Diante do falecimento nessa quinta-feira (19) de uma mulher de Parnamirim com suspeita de ter contraído o coronavírus e que não recebeu o devido encaminhamento na rede pública da cidade, o tabelião Airene Paiva, com forte atuação política e social na cidade, usou suas redes sociais pra fazer críticas à gestão do Município. Em sua conta no Twitter, o tabelião alerta para o despreparo do poder executivo, destacando a necessidade de comando para enfrentar a difícil crise de saúde.

"É realmente muito preocupante a situação da saúde pública em Parnamirim, ainda mais diante dessa pandemia do #Coronavirus! Uma mulher de 47 anos faleceu nesta quinta na nossa cidade após não ter o devido atendimento médico na rede pública municipal, mesmo com suspeita de covid-19. A paciente estava com febre, tosse e dificuldade de respirar. O médico que a atendeu na rede particular suspeitou de coronavírus e encaminhou para UPA. Mas na Unidade de Nova Esperança não fizeram o encaminhamento para o Giselda, hospital habilitado para fazer o teste do covid-19", escreveu o tabelião.

E acrescentou: "O que não foi observado é q a mulher trabalhava na Unidas, uma das maiores redes de locação de automóveis do Brasil c/ grande tráfego de pessoas. Encaminhada p/ casa, suas dificuldades respiratórias pioraram e o Samu a socorreu na quarta, não resistindo e infelizmente morrendo hoje. De acordo com os familiares, após a morte a equipe médica da UPA teria informado que enviarão amostras da paciente para o Hospital Giselda Trigueiro se encarregar de descobrir se de fato se trata de covid-19. Oficialmente, a morte foi dada como complicações causadas por pneumonia".

O tabelião disse ainda que várias perguntas ficam no ar. "Infelizmente, a Prefeitura de Parnamirim não se manifesta para dar explicações. Isso, aliás, não é novidade partindo de uma gestão que desrespeita a população com uma rede deficitária de saúde e falta de diálogo! Ficamos temerosos com o que está por vir com essa doença, diante do despreparo de Parnamirim para enfrentar essa crise. Vemos apenas reuniões para tratar a questão sem perceber ações claras e enérgicas para dotar a rede de saúde de condições para atender nossa população", afirmou Airene Paiva.

Tags: Airene Paiva coronavírus Parnamirim
A+ A-