Fátima Bezerra: “Foi decidido o presidente do PT e não o candidato à Prefeitura”

Deputada nega acusações de Geraldo Pinto e diz que PED não mudou nada sobre a disputa eleitoral de Natal.

Júlio Pinheiro,
Gabriela Duarte e Fátima Elena
Fátima Bezerra rebate acusações de Geraldão.
Rebatendo declarações do presidente estadual do PT, Geraldo Pinto, a deputada federal Fátima Bezerra afirmou que o Processo de Eleição Direta (PED) do PT não tem relação com as eleições de 2008 e negou as acusações de Geraldão, como é conhecido o presidente. Para a deputada, não houve nenhum tipo de “conspiração” durante as eleições internas do partido.

Segundo Fátima, a reunião que ela teve com o prefeito de Caraúbas, Eugênio Alves (PR), durante o processo de campanha para o PED, não foi um ato condenável. A deputada afirma que compareceu ao almoço oferecido pelo prefeito acompanhada por diversos membros do partido e, inclusive, correligionários de Geraldão.

“Eu não tenho esse tipo de prática de maneira nenhuma. Foi uma conversa com todo o partido lá, onde estavam os próprios correligionários de Geraldo. Não houve absolutamente nada de conspiração de minha parte. Se fosse conspiração, eu não teria levado o pessoal do PT”, explicou Fátima, ressaltando que Geraldão foi o mais votado na cidade. “O resultado fala por si só”, disse.

Sobre a ida da deputada ao Aeroporto Augusto Severo, quando houve a recepção ao senador Garibaldi Filho (PMDB), Fátima acredita que sua atitude foi natural, já que a parlamentar é aliada política do presidente do Senado no plano nacional.

“Não veio convite oficial para ninguém. Tomei a iniciativa de ir enquanto deputada federal, e eu estava na condição de quem publicamente tinha se posicionado a favor de Garibaldi. Não preciso pedir licença para de repente ir saudar um correligionário”, declarou Fátima, que foi à recepção de Garibaldi acompanhada por Hugo Manso e Adriano Gadelha.

Com relação às declarações de Geraldão, que disse acreditar no fortalecimento do deputado Fernando Mineiro dentro do PT para disputar a Prefeitura em 2008, Fátima – que ainda não declarou se realmente será pré-candidata – não vê relação do PED com as eleições municipais.

“O que foi decidido dentro dessas eleições foi o presidente do PT, e não o candidato à Prefeitura”, minimizou a deputada.

Fátima, que apoiou os candidatos derrotados na disputa pelos diretórios de Natal e estadual do PT, explicou que vai continuar tentando implementar as principais propostas das chapas que apoiou e que não há problemas em ter sido derrotada na eleição interna do partido.

Denúncias

A deputada Fátima Bezerra disse que ainda não vai comentar as denúncias feitas pelo ex-deputado Júnior Souto, candidato derrotado na eleição para o diretório estadual do PT. A parlamentar diz que precisa ler sobre o assunto antes de fazer qualquer pronunciamento.
A+ A-