'Deu polêmica', diz Ramos sobre eventual indicação de Eduardo Bolsonaro

Ministro da Secretaria de Governo acredita que declaração de Bolsonaro "deu margem" para oposicionistas usarem possível indicação de Eduardo durante votações dos destaques.

Da redação, Estadão Conteúdo,

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, avalia que a intenção do presidente Jair Bolsonaro de indicar um de seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), como novo embaixador dos Estados Unidos causou polêmica e poderia ter sido comunicada na próxima semana, após a votação em primeiro turno da Reforma da Previdência no plenário da Câmara.

"Deu polêmica, reconheço, saiu na imprensa. Agora vamos aguardar . Poderia ter anunciado na semana que vem? Talvez, durante o recesso parlamentar", disse o ministro durante café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira (12), no Palácio do Planalto.

Ramos afirmou que a declaração do presidente "deu margem" para que oposicionistas usassem a possível indicação de Eduardo durante o processo de votações dos destaques da reforma, que entrou pela madrugada e ainda não foi concluído. "Eu assisti até de madrugada a votação na GloboNews e na TV Câmara e citaram a nomeação. Deu margem para o pessoal falar", considerou.

Apesar da avaliação, Ramos disse que o presidente Jair Bolsonaro "tem esses momentos", lembrando da promessa não cumprida de transferir a Embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém. "O presidente tem esses momentos. Ele não disse da embaixada em Jerusalém? Deu a maior confusão. E ela (a embaixada) está onde hoje? Em Tel Aviv", declarou Ramos.

O ministro afirmou que soube da possível indicação pela imprensa e que não faz juízo de valor sobre o assunto. Também defendeu que o presidente tem direito de manifestar esse tipo de intenção e que a eventual decisão "não contraria a lei", pois já houve outras indicações políticas. "Não tenho juízo de valor para dizer se concordo ou discordo. Vamos aguardar o desenrolar dos acontecimentos. Se for confirmado, Eduardo é um jovem preparado e de valor."

Tags: Eduardo Bolsonaro embaixada em Washington Luiz Eduardo Ramos
A+ A-