Carlos Eduardo diz que início do Governo Fátima indica falta de gestão

Ex-prefeito de Natal disse que governadora precisa anunciar medidas para reequilibrar as finanças do Estado.

Rafael Araújo,
Reprodução
Carlos Eduardo afirmou que Fátima precisa anunciar medidas concretas para atrair investidores e combater a crise.
O ex-prefeito de Natal e candidato ao Governo do Estado derrotado no segundo turno das eleições de 2018 criticou os primeiros 100 dias de gestão da governadora Fátima Bezerra (PT), na manhã desta segunda-feira Segundo o pedetista, a gestora do Executivo precisa ter coragem para diminuir o ‘tamanho’ do Estado e realizar a reforma da Previdência estadual, assim como anunciar outras medidas para reequilibrar a situação financeira do Rio Grande do Norte.

Diante de sua fala, Carlos Eduardo sinaliza que a governadora deveria enxugar o quadro pessoal de servidores do Estado – consequentemente provocando uma demissão de cargos comissionados.

“A calamidade financeira continua. O RN está vivendo o mesmo estágio que viveu no ano passado e retrasado. Não temos receita para pagar os servidores e tão pouco para manter as secretarias e a capacidade de investimento do Governo. 100 dias é pouco tempo, mas esse período já sinaliza que a governadora não anunciou medidas concretas e consistentes para resolver o problema financeiro do Estado”, criticou o pedetista.

Entre as medidas necessárias para combater a crise financeira do Estado, Carlos Eduardo citou, além da redução do ‘tamanho’ do Estado, a necessidade de realizar um levantamento para viabilizar a venda de ativos do Rio Grande do Norte.

“O governo federal não irá conceder empréstimo ao Estado se ele não reduzir o seu tamanho, reequilibrar as finanças e realizar a reforma da Previdência. Até agora a governadora não sinalizou nada neste sentido”, comentou Carlos Eduardo Alves.  


Confira a entrevista:


Tags: Carlos Eduardo Alves Estado Fátima Bezerra Governo do RN Rio Grande do Norte
A+ A-