Sargento diz que não matou Andréia

"Eu não matei Andréia e não sei onde ela pode estar nesse momento", afirmou o sargendo da FAB.

Fred Carvalho,
Fred Carvalho
O sargento Andrei Bratikowsi foi conduzido à Deicor
O sargento da Aeronáutica, Andrei Bratikowsi Thies, se diz inocente pelo sumiço da mulher dele, a dona-de-casa Andréia Rosângela Rodrigues. “Eu não matei Andréia e não sei onde ela pode estar nesse momento. Estou preso injustamente”. 

O militar, que está preso desde o dia 28 de setembro, falou a imprensa pela primeira vez, na manhã desta quinta-feira (11), na sede da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom). 

A entrevista durou poucos minutos porque o sargento Andrei foi conduzido à Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), localizada na Ribeira, onde será interrogado, novamente, pelo delegado Raimundo Rolim. 

Outras informações a qualquer momento.
A+ A-