Sargento da Aeronáutica agora é preso pelo desaparecimento de Andréia

Andrei Bratkowsi estava preso apenas por porte de arma sem registro, mas juiz de Parnamirim decretou prisão preventiva pelo desaparecimento de Andréia.

Thyago Macedo,
O sargento da Aeronáutica Andrei Bratkowsi Thies agora está preso pelo desaparecimento da mulher, a dona-de-casa Andréia Rosângela Rodrigues. O militar já se encontra preso desde 28 de setembro, mas por porte de armas sem registro.

Na tarde desta terça-feira (9), o juiz Eduardo Feld, da 1ª Vara Criminal de Parnamirim, decretou a prisão provisória de Andrei por 30 dias. O delegado Raimundo Rolim, que preside o inquérito, afirmou ao Nominuto.com que esteve na Base Aérea de Natal para entregar o mandado de prisão ao sargento da FAB.

Para esta terça, está previsto que a juíza Sandra Elali, da 7ª Vara Criminal de Natal, julgue o pedido de liberdade provisória de Andrei em relação à prisão pelo porte de armas. Mas, segundo o delegado, mesmo que ela conceda o benefício ele continuará preso.

“Achamos melhor que ele continue detido mesmo. Assim as investigações poderão transcorrer com mais tranqüilidade”, afirmou Rolim. O pedido de prisão temporária do militar, que foi feito nesta terça-feira (9) pelo delegado, pode ser prorrogada por mais 30 dias.
A+ A-