Polícia prende suspeito de envolvimento no homicídio do policial militar Melqui Rodrigues

Homem apontado como autor dos disparos contra o policial morreu em confronto com a Polícia.

Da redação, Degepol,

Na manhã desta sexta-feira (11), policiais militares receberam um chamado para atender uma ocorrência de roubo que estava acontecendo em uma residência no bairro de Candelária e conseguiram prender em flagrante três homens e um quarto integrante que reagiu à prisão atirando contra os policiais, veio a óbito. Entre o grupo criminoso, dois deles envolvidos no latrocínio do policial militar Melqui Djaci Rodrigues.

Investigações realizadas Comissão Especial da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil, criada para elucidar homicídios contra agentes de segurança, apontam que o homem que morreu no confronto chamado Mateus Yang Fernandes Ovídio, 19 anos, foi o responsável por atirar e matar o cabo da Polícia Militar, Melqui Djaci Rodrigues, 41 anos, morto no dia 8 de junho de 2018, na avenida Caboclinhos, bairro Lagoa Azul, Zona Norte de Natal.

No mesmo dia do crime, um dos envolvidos no latrocínio do policial militar, Juscelino Freitas Adriano, que foi o motorista que deu apoio aos investigados, veio a óbito no mesmo dia da ação criminosa

Alex Felipe Nascimento de Lima, 21 anos, também teria participado do latrocínio do policial militar, dando apoio ao grupo e foi preso nesta sexta-feira (11).

Roubo em Candelária

A Polícia Militar conseguiu prender em flagrante Jadson Martins dos Santos, 22 anos; Deyvison Diego do Nascimento Barbosa, 26 anos e Alex Felipe Nascimento de Lima, 21 anos, quando tentavam roubar uma casa no bairro de Candelária. Um quarto integrante Matheus Yang Fernandes Ovídio, 19 anos, estava armado com uma arma calibre 12 de fabricação caseira. Ele reagiu a ação dos policiais militares, foi socorrido, mas veio a óbito.

Tags: Melqui Djaci Rodrigues prisão suspeito de homicídio
A+ A-