Polícia Civil realiza mutirão para concluir inquérito sobre massacre de Alcaçuz em 2017

Objetivo é ouvir 266 presos do Presídio Rogério Coutinho Madruga, conhecido como o "Pavilhão 5".

Da redação, PC,
Cedida/PC
Delegados, agentes e escrivães da DHPP realizam oitivas na Penitenciária de Alcaçuz desde a última segunda-feira.

A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), com apoio logístico da Diretoria Administrativa da Polícia Civil, está realizando um mutirão, desde segunda-feira (15), na Penitenciária de Alcaçuz, que tem como objetivo concluir o inquérito que investiga os 26 homicídios ocorridos em janeiro de 2017, dentro do presídio.

Delegados, agentes e escrivães da Especializada estão no presídio, até esta quarta-feira (17), realizando oitivas que buscam identificar todos os suspeitos que participaram das mortes efetuadas dentro da penitenciária. A previsão da DHPP é de que o inquérito seja concluído no mês de agosto.

A meta do mutirão é ouvir 266 presos no Presídio Rogério Coutinho Madruga. Na segunda-feira (15), foram ouvidos 57 detentos, na terça-feira (16) foram 98 e nesta quarta-feira (17), a estimativa é de que devam ser ouvidos 111 presos.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Tags: Massacre de Alcaçuz Penitenciária de Alcaçuz Polícia Civil Sistema Penitenciário
A+ A-