Polícia Civil indicia homem por latrocínio de estudante na zona rural de Parelhas

Crime que vitimou um estudante de 17 anos aconteceu em setembro de 2018.

Da redação, Polícia Civil,

Policiais Civis da Delegacia Municipal de Parelhas concluíra, na manhã desta sexta-feira (15) as investigações do inquérito policial do latrocínio que vitimou o estudante Claudimar Jefferson da Silva Melo, de 17 anos, na zona rural de Parelhas. Josenildo Dias de Azevedo, conhecido como “Dido”, de 30 anos, foi indiciado como autor do crime e já está preso suspeito de ter cometido um outro assassinato.

O crime aconteceu em setembro de 2018, na região do Seridó potiguar, e o corpo de Jefferson da Silva foi encontrado carbonizado no dia 25 do mesmo mês, próximo ao bairro da residência de Josenildo Dias, autor do latrocínio. A vítima teve a moto e os celulares roubados.

No dia 12 de dezembro de 2018, policiais civis realizaram diligências no município de Equador referentes ao caso. Logo após, chegaram ao autor do crime, que havia sido preso por homicídio um mês depois da morte do estudante.

De acordo com o delegado Alex Wagner, responsável pelo caso, existe a possibilidade da participação de um adolescente na ação. “O adolescente envolvido teria levado o Claudimar Jefferson até o local onde ele foi morto. Porém, ele está sendo investigado em outro procedimento”, declara.

Tags: Josenildo Dias de Azevedo latrocínio Parelhas
A+ A-