PM cumpre decisão judicial para retirar ocupantes de Parque Natural de São Gonçalo do Amarante

Integrantes do MST estavam em área de preservação permanente realizando queimadas e desmatamentos.

Da redação,
Facebook/Alerta São Gonçalo
PMs e guardas municipais cumprem determinação judicial que obriga integrantes do MST a desocuparem área de preservação ambiental.

Uma ação conjunta da Polícia Militar, Ministério Público e Prefeitura de São Gonçalo do Amarante cumpriu na manhã desta quarta-feira (7) uma determinação judicial para reintegração de posse em uma área de preservação permanente no município, que havia sido ocupada por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Em nota, o MP informou que havia pedido à Justiça a desocupação da área denominada de Parque Natural Municipal das Nascentes do Rio Golandim. Segundo o MP, a prática de queimadas e desmatamentos na área são danos concretos tanto para a vegetação quanto para a nascente do Rio Golandim.

Também foi determinada a retirada de todos os barracos e a demolição de quaisquer construções ilegalmente realizadas. Segundo a determinação judicial, o Município de São Gonçalo do Amarante, deverá providenciar a fiscalização da área de preservação permanente para evitar novas invasões.

Confira a nota do MP na íntegra:

A desocupação da área de preservação permanente em São Gonçalo do Amarante pela Polícia Militar ocorrida nesta quarta-feira (7) foi determinada pelo Poder Judiciário, a pedido do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). A ocupação no local é ilegal, sendo uma agressão ao meio ambiente. A prática de queimadas e desmatamentos na área são danos concretos tanto para a vegetação quanto para a nascente do Rio Golandim.


A ordem judicial é pela desocupação da área denominada de Parque Natural Municipal das Nascentes do Rio Golandim. Também foi determinada a retirada de todos os barracos e a demolição de quaisquer construções ilegalmente realizadas. Segundo a determinação judicial, o Município de São Gonçalo do Amarante, deverá providenciar a fiscalização da área de preservação permanente para evitar novas invasões.

Ministério Público do Rio Grande do Norte
Diretoria de Comunicação

Tags: Ministério Público Polícia Militar Prefeitura de São Gonçalo do Amarante São Gonçalo do Amarante
A+ A-