PF apreende cocaína em carregamento de mangas no Porto de Natal

Outras duas apreensões da droga, no local, haviam ocorrido em fevereiro deste ano.

Da redação,
Divulgação/PF
Polícia Federal encontra cerca de uma tonelada de cocaína escondida em carga de frutas no Porto de Natal.

A Polícia Federal apreendeu na tarde desta segunda-feira (13), no Porto de Natal, uma carga de cocaína com peso estimado em uma tonelada. A droga estava escondida em um carregamento de mangas, que seria exportado para a Holanda, na Europa. Outras duas apreensões no local haviam ocorrido em fevereiro deste ano, quando, em dois dias, 3,3 toneladas do entorpecente foram encontradas em meio a frutas que seguiriam para a Europa.

A única empresa que faz o transporte de cargas de Natal para Roterdã, na Holanda, a partir de Natal, chegou a suspender as atividades em março, para que o porto melhorasse as ações de segurança. As exportações foram retomadas em abril.

Somadas, as apreensões de fevereiro e outras realizadas pela polícia holandesa desde outubro do ano passado somaram 10 toneladas de cocaína.

No Porto de Roterdã, conforme a Receita Federal, a primeira apreensão de drogas que se tem notícia – feita em meio a um carregamento de frutas que partiu de Natal – aconteceu em outubro de 2018. Na ocasião, foram encontrados 2,3 toneladas de cocaína. Depois, em janeiro, foram descobertos mais 408 quilos. E ainda houve, no dia 13 de fevereiro, a apreensão de 1.850 quilos.

O porto de Roterdã é central na entrada de drogas na Holanda. O país é visto como ponto ideal para distribuir as drogas para toda a Europa pela posição geográfica e infraestrutura. Já a Espanha tem um histórico de apreensões que o põe como o segundo país europeu com mais histórico de droga. Em 2016 foram 15,6 toneladas encontradas, segundo relatório do Observatório Europeu da Droga e Toxicodependência.

A movimentação financeira de 10,3 toneladas de cocaína é de pelo menos R$ 1,3 bilhão, segundo estimativa feita pela reportagem com base no relatório “A nova geração de narcotraficantes colombianos pós-FARC: 'Os invisíveis”, do centro de pesquisa sobre o crime organizado Insight Crime. O estudo considera que o quilo de cocaína na Europa vale US$ 35 mil.

Tags: apreensão de cocaína Polícia Federal Porto de Natal
A+ A-