Morte de turista na praia de Pipa repercute em jornais suecos

Edição do jornal Aftonbladet na internet traz um infográfico do crime e relata como o bombeiro Gert Bjorn Skyitte Sandgren morreu no Rio Grande do Norte.

Fred Carvalho e Alex de Souza,
Reprodução
Aftonbladet: repercussão internacional do crime em Pipa
A morte do turista Gert Björn Skytte Sandgren já repercute na Suécia, país natal do bombeiro assassinado com um tiro no peito na madrugada deste domingo (1º) na Pipa, praia do litoral Sul potiguar. A edição eletrônica do jornal Aftonbladet traz textos sobre o crime e um infográfico detalhando o assassinato.

O jornal publicou três matérias assinadas pelos jornalistas Erik Nises e Andreas Victorzon. Os textos falam do assassinato e de como era a vida de Gert Björn como bombeiro na Suécia.

A reportagem do Aftonbladet ouviu o filho do turista sueco, Sebastian Sandgren. Ele declara que a viagem seria uma lua-de-mel do pai com a madrasta. "Meu pai tinha acabado de começar a viver sua vida de verdade", disse.

Gert Björn Skytte Sandgren trabalhou como bombeiro por 30 anos na cidade de Trelleborg e havia se aposentado recentemente.

Nos últimos nove anos, Skytte e a companheira viajaram durante o inverno para a Tailândia. Este ano, resolveram mudar os ares e vieram num voo charter para Pipa, um "paraíso turístico brasileiro", como define o jornal.

A viagem era em comemoração dos 55 anos da mulher de Skytte.

Em outra reportagem, o Aftonbladet afirma que os turistas suecos começam a deixar o hotel onde estavam hospedados. "Havia muito choro e gritos", relatou um dos hóspedes.

Gert Björn Skytte Sandgren foi assassinado com um tiro no peito neste domingo (1º) na praia da Pipa. A polícia ainda não prendeu o autor do crime.

A+ A-