Ex-companheiro é suspeito de matar socorrista do Samu, diz delegado

Titular da DHPP, Júlio César disse que investigação aponta para a prática de feminicídio.

Rafael Araújo,

DayanaDeisiEnfermeiraA técnica de enfermagem Dayana Deisy Oliveira de Lima, de 29 anos, socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), assassinada nesta segunda-feira (11), pode ter sido vítima de feminicídio. Segundo o delegado titular da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Júlio César, o ex-companheiro é o principal suspeito até o momento.

“Não podemos afirmar que foi ele ainda porque o inquérito está em andamento, mas existe essa linha de investigação muito forte que aponta para isso. Inclusive, ontem mesmo teve testemunhas que foram a imprensa televisiva dizer que viu ele descendo de um carro e atirando contra a Dayana”, revelou o delegado.

Suspeito pelo crime, o ex-companheiro da vítima é do quadro de praças da Polícia Militar do Estado.

Tags: Polícia
A+ A-