Caso Andréia: delegado está em diligência no RS

Raimundo Rolim conta com o apoio logístico da delegacia de Homicídios de Porto Alegre.

Fred Carvalho,
O delegado Raimundo Rolim de Albuquerque Filho, que investiga o desaparecimento da dona de casa Andréia Rosângela Rodrigues, já está em Porto Alegre/RS. Ele faz diligências com o objetivo de encontrar pistas que apontem para a elucidação do sumiço de Andréia. O delegado vai ouvir testemunhas e coletar material genético para exames futuros de DNA.

Rolim chegou a Porto Alegre na tarde desta terça-feira (16). Durante toda a esta quarta (17), ele está visitando pessoas próximas de Andréia e do marido dela, o sargento da Aeronática Andrei Bratkowsi Thies, apontado pela polícia como principal suspeito pelo desaparecimento da mulher.

Como é filha adotiva de uma família porto-alegrense, os pais biológicos de Andréia Rodrigues, que residem na cidade de Três Cachoeiras, distante 171 quilômetros da capital gaúcha, devem ir a Porto Alegre para terem material genético coletado.

Durante as diligências no Rio Grande do Sul, o delegado Raimundo Rolim conta com o apoio logístico da equipe da Delegacia de Homicídios do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) gaúcho.

A reportagem do Nominuto.com falou com exclusividade com o titular da Delegacia de Homicídios gaúcha, Juliano Brasil Ferreira. “Estamos dando todo o apoio possível aos nossos colegas de Natal. Coloquei um carro, quatro dos meus melhores agentes e uma sala à disposição do delegado Rolim. O que ele achar que é prioridade para a investigação, também trataremos como prioridade”, disse, por telefone.

Juliano Ferreira lembrou que o material genético dos pais biológicos de Andréia Rodrigues será colhido por uma equipe do Departamento de Criminalística da Polícia Civil gaúcha. “Ainda não acertamos, mas acredito que, com objetivo de agilizar a investigação, esse material será levado para análise em Natal”, falou. Se vier para o Rio Grande do Norte, o material coletado será analisado por peritos do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep).

O Nominuto.com tentou falar com o delegado Raimundo Rolim, mas telefone dele passou a manhã desta quarta desligado.
A+ A-