Bolsonaro se reúne com bancada evangélica para falar de tributação das igrejas

Isentas de todos os tributos pela CF, igrejas tentam ampliar o prazo para prestar esclarecimentos ao Fisco.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Dida Sampaio
Frente religiosa cobra de Bolsonaro mudanças no prazo para declaração de receitas e despesas de igrejas à Receita Federal.

Integrantes da bancada evangélica se reúnem com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) na tarde desta terça-feira (14) para tratar da tributação das igrejas. A informação foi confirmada pelo deputado Marco Feliciano (Pode), que participará do encontro com o também deputado Sóstenes Cavalcante (DEM). 

No fim do mês passado, Feliciano gravou um vídeo com Bolsonaro para desmentir a declaração do secretário especial da Receita, Marcos Cintra, de que um novo tributo federal seria cobrado de igrejas evangélicas. A informação gerou indignação na bancada, considerada importante para garantir apoio à reforma da Previdência no Congresso.

Após a polêmica, a frente religiosa também passou a cobrar mudanças no prazo para declaração de receitas e despesas de igrejas à Receita Federal, que ocorre atualmente a cada três meses. Isentas de todos os tributos pela Constituição, as igrejas tentam agora ampliar o prazo para prestar esclarecimentos ao Fisco.

Tags: bancada evangélica Jair Bolsonaro tributação das igrejas
A+ A-