Prefeitura inaugura sede própria do “Mulheres da Paz” e “Protejo”

Projetos envolvem 75 mulheres e 100 jovens em situação de vulnerabilidade social.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Divulgação

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Semul), por meio de convênio com o Ministério da Justiça, leva ao bairro de Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal, os projetos “Mulheres da Paz” e “Protejo”, que impactam a população promovendo a cultura da paz e transformando a realidade de violência doméstica e familiar vivenciada por mulheres e jovens da região. Tais ações ganham em 2020 uma sede própria, na Rua Araruama, 105-715, Potengi. A entrega das novas instalações ocorrerá na segunda-feira (17), às 9h30.

Na ocasião, será lançado o projeto Protejo em um evento que contará com a presença do prefeito Álvaro Dias e da secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Andréa Ramalho. Beneficiários, comunidade local, autoridades e imprensa estão convidados a conhecer o novo espaço de cidadania e desenvolvimento de uma cultura de paz, crescimento pessoal e profissional, que proporciona aos residentes de Nossa Senhora da Apresentação a sensação de pertencimento a um grupo assistido e respeitado dentro do município de Natal.

Os projetos envolvem 75 mulheres e 100 jovens em situação de vulnerabilidade social, que passam a atuar como agentes multiplicadores de um novo modo de pensar e agir dentro do bairro. Prestes a completar 12 meses de atividade, o Mulheres da Paz concluirá sua vigência em abril já em novas instalações, que foram entregues dia 10 de fevereiro, e com resultados surpreendentes, já atestado pelas mulheres envolvidas nas ações e pelos moradores do bairro.

Mulheres da paz

Responsável pelo início de uma grande transformação no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal, o projeto Mulheres da Paz  foi lançado em 2018 com ações de sensibilização envolvendo os residentes do bairro. Os eventos “Um Dia de Paz” e o “Concurso de Redação e Desenho”, cujo tema foi “Paz para além de uma palavra”, além de atividades desenvolvidas pela equipe do projeto, como a Caminhada pela Paz, reuniões e diversos outros encontros com a comunidade, criaram laços e fortaleceram vínculos com as famílias do bairro.

Em 5 de abril de 2019 tiveram início as atividades do Projeto Mulheres da Paz, com o processo de capacitação de 75 mulheres, focando na promoção do empoderamento feminino e preparando-as como articuladoras sociais para o fortalecimento das redes de prevenção da violência contra mulheres e jovens dentro daquele território. A capacitação inicial foi de 48h no primeiro mês, com atividades de segunda a sexta-feira, seguida de 176h de capacitação com atividades às segundas-feiras e atuação dentro da comunidade em que residem. Com duração de 12 meses, as beneficiárias do projeto com 75% de participação, recebem uma bolsa no valor de R$ 190,00 mensais.

Previsto para ser finalizado no mês de abril de 2020, o projeto Mulheres da Paz revelou-se impactante naquela comunidade, apresentando resultados significativos de mudança de atitudes e perspectivas de vida das pessoas envolvidas e atingidas pelas ações multiplicadoras do projeto.

Protejo

O projeto Protejo chega para continuar esse trabalho de implementação de cultura de paz, a partir de um novo pensar e agir. Com objetivo de identificar, acolher e acompanhar 100 jovens entre 15 e 24 anos, em situação de risco, vulnerabilidade social ou exposição a violências, por meio de um percurso sócio formativo, com vistas à reconfiguração de suas trajetórias de vida, o Protejo teve suas atividades iniciadas no dia 11 de fevereiro.

Assim como no Mulheres da Paz, o Protejo terá duração de 12 meses e seus beneficiários com 75% de frequência receberão uma bolsa no valor de R$100,00 mensais durante o período de vigência do projeto. Com uma carga horária de 600h/a, o projeto por meio do Percurso Social Formativo - PSFO oferece o diferencial de um Plano de Desenvolvimento Individual - PDI que acompanhará todo o processo de capacitação de forma personalizada, proporcionando aos jovens beneficiários a atenção e orientação adequada às suas necessidades.

Tags: Mulheres da Paz Prefeitura do Natal Protejo sede própria Semul
A+ A-