Crise familiar leva indústria Sam's a intervenção administrativa

Empresa será administrada por interventor enquanto correr o processo na justiça.

Marília Rocha ,
Thiago Gadelha foi impedido pelos irmãos de administrar a Sam´s
Conhecida pela grande produção industrial de balas e pirulitos, a indústria Sam's passa por mudanças na estrutura administrativa. Hoje (14) a justiça decidiu que o interventor Álvaro Murilo Crespo Júnior ficará à frente da empresa durante o processo de intervenção.

O motivo para a intervenção judicial é o desentendimento familiar entre os irmãos Thiago, Eduardo e Washigton Gadelha, desde que Thiago se afastou da diretoria para assumir o cargo de secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, em 2006.

A explicação para o pedido de intervenção foi a tentativa de modernização administrativa, através da governança corporativa, sugerida pelo diretor Thiago Gadelha. “Quando voltou para a empresa, ele sentiu dificuldades para conduzir a administração por causa do rompimento absoluto de qualquer tipo de diálogo”, afirma Olavo Maia Neto, advogado de Thiago Gadelha.

“Os outros dois sócios impuseram decisões, inclusive demissões de pessoas ligadas a Thiago Gadelha na tentativa de coibir a administração” ressalta.

Olavo Maia esclareceu que os dois diretores Eduardo e Washigton Gadelha possuem a maioria de 52% das ações, mas existem prerrogativas limitadas por lei para a administração que não estavam sendo respeitadas. “Os diretores durante os anos de 2006, 2007 e esse ano, não fizeram as reuniões ordinárias, assembléias anuais e as prestações de contas”, diz.

O advogado de Thiago Gadelha afirma que “o processo foi motivado por atos de abusividades por parte da administração da empresa”. Ele esclarece que as divergências societárias culminam no pedido de intervenção. “O processo de intervenção afasta os diretores até haver uma solução comum entre eles”, diz.

“O processo cautelar é preparatório para dissolução da sociedade”, afirma.

Olavo Maia acredita que o processo pode ser solucionado a qualquer momento, com divisão da sociedade ou pagamento das ações. Ele comemora a seriedade da condução do poder judiciário no processo.

A crise familiar pode representar uma cissão na administração da tradicional empresa, que atua no Rio Grande do Norte há 62 anos, ocupando um lugar importante na pauta de exportações do estado.

A reportagem do Nominuto tentou contato com os demais sócios da empresa, mas não obteve êxito.
A+ A-