Viradas de Hillary e McCain tornam disputa nos EUA imprevisível

Fechadas as urnas, Hillary se sagrou a vencedora, com 39% contra 37% de Obama.

BBC Brasil,
BBC Brasil
Hillary acompanhou pesquisas antes de votar
As vitórias da senadora Hillary Clinton e do senador John McCain nas primárias do Estado de New Hampshire trouxeram novas emoções para a corrida presidencial americana e tornaram as próximas etapas da disputa totalmente imprevisíveis.

A grande surpresa ocorreu entre os democratas. Pesquisas de opinião indicavam que o senador Barack Obama iria repetir o êxito obtido na prévia de Iowa, onde se sagrou o vencedor e deixou Hillary em um distante terceiro lugar.

As sondagens iniciais davam a Obama uma vantagem de até 13 pontos percentuais sobre a ex-primeira dama dos Estados Unidos.

A surpresa ocorreu logo nas contagens iniciais, no início da noite de terça (8). Com apenas 10% dos votos apurados, Hillary abrira uma estreita vantagem sobre o senador - 39% contra 36%, mas, até então, acreditava-se que Obama conseguiria reverter o resultado.

Fechadas as urnas, Hillary se sagrou a vencedora, com 39% contra 37% de Obama. O ex-senador John Edwards, que havia chegado em segundo em Iowa, ficou com a terceira posição e obteve uma votação bem mais minguada do que a alcançada anteriormente - meros 17%.

McCain
Na primária republicana, o senador John McCain conquistou 37% dos votos e superou o seu principal rival em New Hampshire, o ex-governador do Estado de Massachusetts Mitt Romney, que ficou com 32%.

Romney já havia obtido a segunda colocação em Iowa, quando foi derrotado pelo ex-governador Mike Huckabee, que, em New Hampshire, ficou com o terceiro lugar.

Há poucos meses, a campanha de McCain estava totalmente desacreditada. Ele contava com pouco dinheiro, havia perdido alguns de seus mais importantes assessores e amargava o desgaste de ter dado forte apoio à presença americana no Iraque.

O veterano político de 71 anos atribui sua virada de jogo à sua "sinceridade" e ao fato de não ter revisto suas idéias mesmo quando elas eram consideradas impopulares.

Com a redução da violência contra as tropas dos Estados Unidos no Iraque, McCain pôde argumentar que a estratégia americana no Golfo está começando a dar certo e que o país deve vencer a guerra.

O contraste entre a imagem de político coerente e com fortes princípios contra a impressão que Romney passou para muitos eleitores, a de alguém que muda de opinião conforme a conveniência do momento, foram fatais para a candidatura do ex-governador de Massachusetts.

A próxima primária será realizada no Estado do Michigan, na terça-feira. Depois das surpresas obtidas em New Hampshire, muitos analistas políticos estão hesitantes em fazer previsões sobre quem deverá vencer as disputas que vem pela frente.
A+ A-