Muricy, bravo, exige recuperação do São Paulo contra o Bragantino

O Corinthians enfrenta o Paulista de Jundiaí e tem o desfaque do volante Cristian; veja os outros jogos

Redação, Site da FPF,

Apesar de a derrota por 2 a 0 para o Santo André neste domingo ter sido apenas a primeira do São Paulo no Campeonato Paulista e desde o dia 17 de agosto de 2008, quando sucumbiu frente ao Grêmio, em Porto Alegre, ao ser derrotado por 1 a 0, o técnico Muricy Ramalho se mostrou bastante irritado com o resultado. Para a partida desta quarta-feira, diante do Bragantino, no Morumbi, os jogadores entram com a obrigação de vencer e afastar esse comecinho de crise.

Na coletiva para a imprensa após a partida, o comandante da equipe do Morumbi esbravejou ao falar do resultado negativo, mandou recado aos seus comandados. Para Muricy, o time esteve apático e pecou, principalmente, pela falta de movimentação quando esteve com a posse de bola, se tornando presa fácil do sistema defensivo adversário.

"Eles estavam marcando bem? Então você tem que sair da marcação, não tem que ficar reclamando disso, isso é o futebol. A gente não encontrou o jogo em nenhum momento, mudamos o sistema tático, mas não adiantou. Eles foram superiores e sabemos valorizar o adversário, agora é não deixar que isso aconteça de novo", avisou o treinador.

 

No entanto, Muricy Ramalho ainda elogiou o trabalho realizado por Sérgio Guedes, justamente com o intuito de não desmerecer a vitória do adversário. "A gente tem que analisar o jogo friamente, senão tiramos o mérito do time adversário. Eles jogaram melhor que a gente, mas o nosso time estava apático, jogou muito pouco pelos lados. Jogamos mal e qualquer explicação é desculpa", concluiu.

O time tricolor terá a oportunidade de reabilitação já nesta quarta-feira pela noite, às 22h, também no Morumbi, quando enfrentará o Bragantino que atualmente está apenas na 15ª colocação, com três pontos ganhos.



Corinthians tem mais um desfalque

O Corinthians terá mais um desfalque para a partida de quarta-feira, diante do Paulista, em Jundiaí, pela 5ª rodada do Paulistão. O volante Cristian, com uma lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo, deverá ficar afastado da equipe por cerca de 3 a 4 semanas. Fabinho, que entrou no lugar do jogador na partida diante do Oeste, sábado, tem grandes chances de ser o substituto.

 

 

O meia Douglas e o atacante Jorge Henrique, que estavam se recuperando de lesões, estão liberados para voltar a treinar a partir desta terça-feira. “Agora, os dois precisam retomar o condicionamento físico ideal para terem condições de jogo. Talvez para o fim de semana eles possam ficar à disposição do (técnico) Mano Menezes”, falou o consultor médico do Corinthians, Joaquim Grava.

 

O meia-atacante Acosta, que sofreu uma fratura na tíbia da perna esquerda em agosto do ano passado, já está treinando normalmente com o restante do elenco do Corinthians. “Ele já está totalmente recuperado. Agora, é opção do treinador escalá-lo ou não. A situação do (volante) Bruno Octavio é idêntica”, concluiu.

Mirassol

Depois de uma sequência complicada no Campeonato Paulista, o Mirassol encara três compromissos no estádio José Maria de Campos Maia: o Santo André, nesta quarta-feira, e na sequência, Ituano e Palmeiras. Com uma boa campanha, o clube do interior sonha em passar à próxima fase do estadual.

 

Empolgado com o desempenho positivo, que garante o quarto lugar, o presidente Edson Ermenegildo espera aproveitar a sequência de jogos em casa. “Tínhamos esperança de começar assim. Precisamos nos manter no G4. Nesse ritmo, conseguiremos uma vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro”, disse.

 

Contudo, a permanência dos principais nomes ainda é uma incógnita. Dentre eles, o atacante Luís Ricardo deve ir para o Avaí (SC) para a disputa do Campeonato Brasileiro. “Ele (Luís Ricardo) tem vínculo com este clube e está emprestado ao Mirassol. Sabemos das dificuldades de manter o elenco”, confessou.

 

Com jogadores jovens, a experiência também é o ponto de equilíbrio. Recentemente, o clube contratou o zagueiro César, de 33 anos, que atuou pela Ponte Preta no último Paulistão. Além do defensor, o atacante Finazzi, ex-jogador do Corinthians, também é uma aposta. “Eles impõem respeito dentro de campo”, contou.

 

Com 32 jogadores no elenco profissional, Ermenegildo enalteceu a força do grupo formado pelo técnico Roberval Davino. “Ele (Roberval) tem várias opções. Além de tudo, fez grandes temporadas pelo Mirassol e o Carlinhos, que veio do Santos, ainda não estreou”, finalizou.

Bragantino

Depois do triunfo na estreia do Campeonato Paulista, o Bragantino – 15° colocado, com três pontos – busca nesta próxima quinta-feira a recuperação. Com três derrotas consecutivas, o clube de Bragança Paulista tenta quebrar a sequência negativa contra o São Paulo nesta quarta-feira, às 22h, no Morumbi.

 

Para o gerente de futebol do clube, Sebastião Alves, o momento irregular acontece por causa do equilíbrio do Paulistão. “É um dos campeonatos mais complicados. Tivemos dificuldades, mas ainda faltam 15 rodadas. Vamos superar o mau momento e buscar a reação contra o São Paulo”, disse.

 

Apesar do jejum de vitórias, o dirigente reiterou sua confiança no trabalho do técnico Marcelo Veiga. “Ele (Marcelo) está focado no trabalho. Todos querem um bom resultado e ele tem total respaldo da diretoria. Acreditamos no trabalho e creio que vamos nos recuperar”, explicou.

 

Na partida, o Bragantino não poderá contar com o ala-esquerdo Pará, suspenso pelo 3° cartão amarelo. “Temos somente esta baixa. Tivemos apenas 15 dias de trabalho e, nessa competição, é necessário esperar. Vamos nos reerguer ao longo do campeonato”, finalizou.


Santo André sem Marcelinho

Para a partida diante do Mirassol nesta quarta-feira, às 19h30 fora de casa, a equipe do Santo André não terá muitos desfalques. Na verdade, com relação ao time que venceu o São Paulo por 2 a 0 em pleno Morumbi, apenas um jogador não terá condições de atuar. Porém, trata-se do experiente Marcelinho Carioca.

Sem esconder a importância do veterano camisa 7 para a equipe, Sérgio Guedes se mostra preocupado com o fato de não poder contar com o meia e conselheiro dos mais novos, na mesma proporção. “O Marcelo faz falta de qualquer jeito, seja com a bola no pé ou para dar tranqüilidade aos mais novos. Mas nós vamos ajustar a equipe sem ele”, acredita o treinador.

No entanto, Sérgio acena com a possibilidade de fazer mistério sobre o modo de ajuste no meio-de-campo. O mais provável é que o atacante Jonathan retorne ao time. Deste modo, o esquema utilizado nas primeiras rodadas, com quatro jogadores no meio-de-campo e dois atacantes seria reutilizado, com Chiquinho e Júnior Dutra exercendo a função de meias.

Sérgio, porém, prefere não dar pistas. “É evidente que já tenho ideia do que fazer para suprir a sua ausência, mas vou esperar a definição de como o Mirassol vem, para só então definir como vamos jogar”, afirmou o treinador, que, por contusão, ainda não poderá contar com o zagueiro Dininho e o volante Dirceu. Além deles, o meia boliviano Pablo Escobar ainda não teve sua documentação regularizada.

 

 

Guarani quer voltar a vencer
 Com o pensamento em voltar ao caminho das vitórias, o Guarani viaja nesta quarta-feira até Ribeirão Preto onde enfrentará o Botafogo, às 19h30 pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Depois de vencer as duas primeiras partidas, o time de Campinas sucumbiu contra o São Paulo e o Grêmio Barueri nas rodadas seguintes.

Para a partida da próxima rodada, o técnico Luciano Dias ainda não poderá contar com o atacante Amoroso, em função de uma pancada na panturrilha direita, que o impediu de reestrear pelo clube do qual despontou para o futebol em 1994. Outra ausência é do zagueiro Augusto, que contra o Barueri sofre uma entorse no joelho esquerdo.

Por outro lado, o zagueiro Danilo, que estava no Wuhan Guanggu, da China teve a sua documentação liberada e deve estrear na vaga de Augusto. Aos 28 anos, o defensor iniciou a carreira no Coritiba e teve passagens por Acadêmica de Coimbra de Portugal, além do Juventude de Caxias do Sul.

Outra boa notícia para a torcida do clube campineiro é o retorno de Itaqui na lateral-esquerda. Embora João Paulo tenha agradado na função, o natural é que volte para o banco de reservas para dar lugar ao antigo titular. Sem desfalques por suspensão, Luciano Dias deve manter a base da equipe que em quatro jogos conquistou seis pontos.

 

Todos os jogos desta quarta-feira (4) 


Botafogo x Guarani

Ponte Preta x Marília

Portuguesa x Oeste

Barueri x Ituano

Mirassol x Santo André

Paulista x Corinthians

São Paulo x Bragantino

 

A+ A-