Governo faz levantando da situação física dos açudes antes das chuvas

Os reservatórios que se encontrarem danificados serão recuperados com recursos já garantidos através do Programa Semi-Árido.

Redação,
A Secretaria estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) está realizando vistoria nos açudes estaduais que tem capacidade de armazenamento superior a 5 milhões de metros cúbicos. Equipes de técnicos estão percorrendo o Estado desde a última semana com o objetivo de realizar um levantando da situação física dos açudes antes do período chuvoso. Até agora, 10 deles já foram vistoriados.

Os reservatórios que se encontrarem danificados serão recuperados com recursos já garantidos através do Programa Semi-Árido, financiado pelo Banco Mundial. "Essa é uma das medidas que estamos tomando como prevenção para o período chuvoso, que deve começar em março", disse o vice-governador e secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Iberê Ferreira de Souza.

"Em caráter emergencial, buscaremos ainda parcerias com as prefeituras dos municípios para que esse trabalho seja finalizado o mais breve possível", explicou o vice-governador.

Ainda de acordo com Iberê, mesmo os açudes que não estão em situação emergencial serão beneficiados, posteriormente, com manutenção preventiva nos locais.

De acordo com o coordenador de gestão da Semarh, Félix Fialho, os principais problemas encontrados nos reservatórios, que tem de 50 a 90 anos, são erosões, formigueiro e vegetação em área imprópria. Grande parte dos danos foi causada pelas fortes chuvas em abril e maio de 2008.

Até agora, 10 açudes já foram vistoriados pela Semarh: Caraúbas (Lajes), Pataxós (Ipanguaçu), Tourão (Patu), Morcego (Campo Grande), Santo Antônio de Caraúbas (Caraúbas), Malhada Vermelha (Severiano Melo), Bela Flor (Olho d’água dos Borges), Lagoa de Apanha Peixe (Caraúbas), Bodó (Tenente Ananias) e Passagem (Rodolfo Fernandes).

MEDIDAS PREVENTIVAS - Além da vistoria dos açudes, o Governo do Estado, através do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), fará um levantamento das rodovias e pontes mais susceptíveis a danos ou rompimentos. Será realizado ainda o Curso Operacional da Defesa Civil, com o objetivo de preparar os municípios para os períodos de emergência.

Fonte: Assecom
A+ A-