Presidente de Honduras chega à Guatemala para debater plano migratório

Em seis dias de viagem a pé ou de carona, a caravana de 3 mil hondurenhos chegou ao México, após furar o cerco feito pelo governo guatemalteco.

Da redação, Agência Brasil/EFE,
Esteban Biba/EFE
Em seis dias de viagem a pé ou de carona, a caravana de hondurenhos – estimada em cerca de 3 mil pessoas, entre homens, mulheres e crianças, chegou ao México.

O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, chegou neste sábado (20) à capital guatemalteca para conversar com o líder da Guatemala, Jimmy Morales, sobre um plano migratório que possa resolver a crise dos milhares de imigrantes hondurenhos que se deslocam em caravana rumo aos Estados Unidos.

A previsão é de que os dois presidentes façam uma reunião com vários funcionários do governo, para "traçar uma estratégia para lidar com a problemática de migrantes". Ao final eles farão um pronunciamento.

Conforme imagens divulgadas pelo governo guatemalteco, do lado de Honduras participam, além do presidente, Mireya Agüero de Corrales, Lisandro Rosales e Carolina Menjivar, respectivamente ministra de Relações Exteriores, diretor da Comissão Permanente de Contingências e diretora-executiva do Instituto Nacional de Migração. Da Guatemala estão Morales e o vice-presidente, Jafeth Cabrera, além da chanceler e dos ministros de Interior, da Defesa e das Comunicações, Enrique Degenhart, Luis Miguel Ralda Moreno e José Luis Benito, nesta ordem.

Em seis dias de viagem a pé ou de carona, a caravana de hondurenhos – estimada em cerca de 3 mil pessoas, entre homens, mulheres e crianças, conforme a Organização das Nações Unidas (ONU) – chegou ontem ao México, após furar o cerco feito pelo governo guatemalteco. Depois da euforia inicial, o grupo foi contido pela Polícia Federal do México, o que gerou momentos de tensão.

Hoje, algumas dezenas cruzaram o rio que separa ambos os países em botes, mas depois a Polícia do México fechou a passagem.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou fechar a fronteira sul do país com o México se a caravana continuar o percurso e afirmou que cortaria ajuda financeira a Honduras, El Salvador e Guatemala.

Tags: caravana Honduras méxico migração
A+ A-